Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que avaliar antes de escolher uma corretora de investimentos

Por Sabrina VansellaPublicado em

Decidiu começar a investir, no entanto, não sabe como escolher uma corretora de investimentos? Para conseguir alcançar seus objetivos na área, é essencial contar com uma boa corretora. Pensando em você, neste artigo, você saberá o que deve ser levado em consideração no momento da sua escolha.

6 pontos a ser avaliados antes de escolher uma corretora de investimentos:

Faça uma pesquisa e confira a reputação 

Antes de decidir qual será sua corretora de investimentos, mesmo que você tenha recebido alguma indicação, faça uma pesquisa. Atualmente, é possível conseguir várias informações pesquisando em seu navegador ou até mesmo com uma ligação.

Primeiro, pesquise as principais corretoras de investimentos. A intenção é que você faça uma lista com as corretoras mais conhecidas para, a partir disso, ver as particularidades de cada uma e, assim, conseguir escolher a sua.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Existem três maneiras de conhecer corretoras de valores: procure indicações de amigos ou pessoas que investem; acesse o site do Tesouro Direto e confira algumas indicações ou veja a lista de todas as corretoras registradas na Comissão de Valores Mobiliários pelo site.

Avalie e compare as corretoras

Alguns critérios devem ser avaliados na hora de contratar uma corretora de investimentos. Para isso, selecionamos seis critérios que devem ser considerados: preço, opções de investimento, atendimento e diferenciais. 

Taxas e valor mínimo 

Se você selecionou as principais corretoras a partir das dicas fornecidas anteriormente, chegou o momento de comparar os preços. Mas cuidado, pois nem sempre a mais barata é a mais vantajosa, geralmente uma corretora com baixo custo tem pouco a oferecer.

Por isso, o custo da corretagem não é a coisa mais importante neste cenário, avalie os serviços incluídos nas taxas para que você não acabe pagando a mais por um serviço. As principais taxas cobradas são:

  • Taxa de custódia: aqui é cobrado o valor para o seu dinheiro ficar na corretora. Geralmente, a cobrança é mensal, mas já existem corretoras que não cobram por isso;
  • Taxa de corretagem: é responsável pela cobrança realizada para fazer as operações. Esse valor pode ser fixo ou cobrado uma porcentagem sobre o todo, e pode variar de acordo com o investimento.

Outro ponto que merece destaque é que algumas corretoras cobram um depósito mínimo para serem contratadas. Ou seja, as que cobram um valor mais alto são uma desvantagem para investidores iniciantes.

Opções de investimento

Não foque somente em um tipo de investimento, algumas corretoras oferecem diferentes tipos de investimentos, como de Renda Fixa, debêntures, Títulos do Tesouro Direto, entre outros. Dessa forma, mesmo que você já conheça seu perfil de investidor, é preciso levar em consideração que as coisas podem mudar com o tempo.

Atendimento ao cliente

Uma ligação é o suficiente para entender como funciona o atendimento ao cliente da corretora escolhida, ligue para tirar uma dúvida e, assim, você verá quanto tempo vai demorar para obter uma resposta.

Caso o tempo de atendimento demore mais do que o esperado, talvez essa corretora não seja a mais indicada.

Desconto inicial

Com o intuito de atrair mais pessoas a abrir uma conta, algumas corretoras oferecem descontos nas primeiras operações. No entanto, se o serviço prestado não for bom e eficaz, o desconto inicial não vai adiantar muitas coisa.

Informamos?

Esperamos que você tenha entendido o que deve ser avaliado antes de escolher uma corretora de investimentos. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

5 livros sobre investimentos que você precisa conhecer

Rentabilidade fora da bolsa: 5 investimentos alternativos mais promissores de 2021

Plataforma íon promete revolucionar a experiência de investir

Open banking: o que muda para o investidor?

Qual a diferença entre a conta rendeira e o CDB PagBank?

Previdência privada: PGBL ou VGBL? Entenda qual o plano ideal para você

Baixa renda e preconceito: entenda porque o brasileiro prefere investir na poupança

Ativos reais: o que são e quais os riscos?