Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Perfis financeiros: saiba quem é você na hora de lidar com dinheiro

Por Thais SouzaPublicado em

O Google, em parceria com a Liga Pesquisa e a Provokers, realizou uma pesquisa para entender a relação do brasileiro com o dinheiro, que analisou como ganhamos, gastamos e investimos nosso dinheiro. O estudo obteve seis perfis financeiros dos brasileiros na hora de lidar com dinheiro. Conheça os perfis e saiba em qual você se encaixa. 

O que você procura?

Pesquisa Google sobre comportamento financeiro 

A pesquisa contou com a participação de mais de 1.500 pessoas, maiores de 18 anos, bancarizadas ou não. O estudo mostrou alguns fatores explicam a dificuldade do brasileiro para lidar com dinheiro. 

O primeiro deles é que vivemos em uma sociedade desigual que faz com que o brasileiro prefira consumir do que poupar um dinheiro extra. A falta de educação financeira também é algo presente no país, o que aumenta o medo de investir e dificulta o consumidor a poupar. 

Além desses dados, com a pesquisa, o Google encontrou seis perfis financeiros que definem os brasileiros na hora de lidar com dinheiro. Confira: 

  • Batalhadores: 26,3%;
  • Endividados: 26,3%;
  • Céticos: 21,2%;
  • Materialistas: 15,2%;
  • Planejadores: 6,1%;
  • Poupadores: 5,1%.

De acordo com Vitor Zenaide, Market Insights Lead no Google, a relação do brasileiro com dinheiro vai muito além de fatores demográficos.

"São nossas atitudes em relação a como ganhamos, gastamos e investimos o dinheiro que indicam o que valorizamos num produto financeiro, se conseguimos manejar nossas dívidas, se sonhamos com planos futuros, ou como nos conectamos com as abordagens e comunicações das marcas. Tudo isso ajuda a explicar alguns fatos observados no mercado, como o elevado endividamento da sociedade, a aceitação e experimentação com bancos digitais e o baixo crescimento no número de investidores no país."

6 perfis financeiros 

1. Batalhadores

Os batalhadores são pessoas que veem o dinheiro como uma forma de sobreviver. Ou seja, eles pensam mais em contas e normalmente acham que o dinheiro corrompe as pessoas.

Neste grupo, existe uma tendência maior predominância de autônomos, com renda mais baixa e que preferem iniciar um negócio a investir ou poupar. Para o perfil batalhador, gastar é sinônimo de tristeza.

  • 46% dos batalhadores responderam que dinheiro é um assunto proibido.

2. Endividados

Representados por 26,3% dos respondentes, os endividados são aqueles que não conseguem poupar e gastam tudo o que ganham, as vezes até mais, o que causa o endividamento, principalmente por conta do cartão de crédito. 

Normalmente, fazem parte deste grupo: pessoas casadas, com emprego formal e uma renda mais baixa. Além disso, esse perfil dificilmente investe o seu dinheiro, pois o assunto causa medo e ansiedade. 

  • 57% dos endividados consideram o dinheiro uma coisa complicada. 

3. Céticos 

Representando 21,2% da população, os céticos são aqueles que acreditam que o dinheiro torna as pessoas reféns. A principal característica das pessoas deste grupo é que elas acham que nunca terão dinheiro suficiente ou nunca vão enriquecer. 

Normalmente são pessoas casadas e que têm emprego formal, com renda média e são menos escolarizadas.

  • Os céticos são os que menos fazem Pix. O cartão de crédito só é usado em compras grandes, como bens duráveis, viagens e compras online.

4. Materialistas

Os materialistas representam 15,2% da população brasileira e têm uma relação de amor com o dinheiro. Este grupo acha que dinheiro traz felicidade e gostam de gastá-lo. Também não se importam de pagar um pouco mais caro para ter aquilo que desejam.

Este grupo é composto por pessoas solteiras de renda média. Para eles, o dinheiro não é o caminho, e sim o objetivo final. Por gostar de gastar, esse perfil também não costuma poupar dinheiro, mas tem apreço por investimentos. 

  • 90% dos materialistas dizem que dinheiro traz felicidade.

5. Planejadores 

Os planejadores representam 6,1% da população brasileira e a principal característica deste grupo é a capacidade de poupar dinheiro. São pessoas que sabem fazer o dinheiro trabalhar para elas, e não o contrário. 

São interessados por educação financeira e sabem investir. O perfil é de pessoas casadas que têm uma renda alta e são mais escolarizadas.

  • 95% dos planejadores acham que o dinheiro é um assunto prazeroso.

6. Poupadores

Os poupadores têm um perfil parecido com o dos planejadores. Representando 5,1% da população, eles também guardam dinheiro mensalmente e gostam de conteúdos de educação financeira.

Porém, a diferença é que nos investimentos, os poupadores têm menos tolerância a risco, por isso acabam investindo em ativos financeiros de Renda Fixa ou na poupança. 

Outra característica muito comum desse grupo é que eles estão sempre em busca de descontos em compras e adoram pechinchar. 

  • 60% dos poupadores acreditam que o dinheiro é o caminho. 

E você, já descobriu o seu?

Conhecer o seu perfil financeiro é fundamental para entender o que precisa ser mudado para melhorar sua relação com o dinheiro e fazê-lo trabalhar para você de uma vez por todas. 

No portal da Foregon você encontra diversas dicas sobre educação financeira para conquistar a sua independência. Não deixe de conferir. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Leia também

Aumento do salário mínimo 2024 e economia de horas extras

Posso Fazer Portabilidade de Salário Mesmo Devendo o Banco?

IGP-DI: Valor Atual e o Acumulado de 2023

IPC-Fipe 2023: Conheça o Índice de Preços ao Consumidor

Descubra Agora: Buser é Confiável? Uma Análise Detalhada

Poupançudo da Caixa: Como Adquirir os Cofres Divertidos?

Finanças para Millennials: um guia passo a passo

Como Declarar Imposto de Renda: Passo a Passo para 2024