Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Plano de saúde com coparticipação: veja como funciona

Por Janaína TavaresPublicado em

Você sabe o que é um plano de saúde com coparticipação? Ele é bem parecido com um seguro tradicional, já que é preciso pagar as parcelas mensais e o cliente tem direito a atendimento na rede credenciada. Contudo, a diferença é que, no caso da coparticipação, você paga por cada exame ou consulta, além dos custos mensais do plano.

Plano de saúde com coparticipação ou seguro tradicional

Apesar de ter algumas características do seguro tradicional, o plano de saúde com coparticipação possui algumas especificações:

  • A parcela cobrada custa menos do que a mensalidade de um seguro tradicional;
  • Quem não necessita fazer tantas consultas ou exames com frequência, tende a gastar menos com essa opção;
  • O cliente só precisa pagar as consultas. Para casos de internações ou cirurgias, não é preciso gastar nenhum valor a mais.

Faça uma simulação e compare

Para ter certeza de que o plano de saúde com coparticipação é a melhor escolha, vale a pena solicitar o orçamento destes dois tipos para saber os custos de cada um. Logo depois, calcule a diferença que existe na mensalidade.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Dessa forma, escolhendo o plano mais em conta, você sai economizando. Então, logo que fazer esse cálculo, veja quanto terá que pagar por uma consulta ou exame no plano de coparticipação. Se compensar, a alternativa ideal para suas necessidades será esta.

Opções de planos para empresas

Tanto pessoas físicas como jurídicas podem aderir a um plano de assistência médica . No caso das empresas, elas conseguem contratar de maneira coletiva para os seus colaboradores passarem por consultas e realizarem exames médicos periódicos.

Além disso, são elas que custeiam os gastos mensais do convênio médico. No entanto, se o funcionário utilizar alguns dos serviços, ele terá um desconto no salário que varia de acordo com a consulta e o atendimento realizado.

É interessante destacar ainda que as empresas também permitem que o colaborador inclua dependentes ao convênio médico. Sendo assim, seus familiares podem receber atendimento, mas a coparticipação virá descontada direto no holerite da pessoa.

Gostou do conteúdo que preparamos para você! Comente aqui para sabermos. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”

Golpe da revisão do INSS: veja como se proteger

Quer mudar de carreira? Confira essas dicas para trocar de profissão