Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Quanto custa uma ação na Bolsa de Valores?

Por Camila SilveiraPublicado em

Muitas pessoas acreditam que para iniciar um processo de investimento, é necessário ter bastante dinheiro, mas isso não é verdade. Neste artigo, vamos mostrar para você quanto custa uma ação e qual é o valor mínimo para investir na Bolsa de Valores. Confira os detalhes e esclareça suas dúvidas. 

Quanto custa uma ação na Bolsa de Valores?

Para obter a resposta de quanto custa uma ação, é necessário saber que, além do preço do ativo em si, existem outros fatores que devemos considerar.

Mas, antes de começar, entenda que as ações normalmente são negociadas em lotes e um lote padrão é equivalente a cem ações. Sendo assim, se o ativo que você pretende comprar está cotado em R$ 1, o preço mínimo do aporte será de R$ 100. Deu para compreender?

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Os lotes de investimentos podem ser entendidos como o número mínimo de unidades de um ativo, que pode ser negociado no mercado financeiro. Ter esse entendimento é essencial na operação com ações. 

Além disso, também é possível comprar ativos por meio dos lotes fracionados, isso permite a compra ou venda de frações menores que cem ações. Dessa forma, pequenos investidores conseguem iniciar suas operações na bolsa. 

Taxas aplicadas em uma ação

1. Taxa de corretagem

Esta é uma taxa cobrada para realizar as operações de compra e venda na Bolsa de Valores e o seu custo pode variar de acordo com a corretora. Para as pessoas que fazem a partir de dez operações por mês, pode ser mais vantajoso contratar os pacotes de corretagem. 

2. Taxa de custódia

Deve ser paga a uma instituição para fazer o registro de um investimento em nome de quem aplicou o dinheiro. Ela pode ser cobrada sobre diversos tipos de investimento, porém é mais comum observar essa cobrança sobre ações e títulos públicos, como o Tesouro Direto. A taxa de custódia pode ser mensal ou anual e é calculada sobre o valor total da aplicação. 

3. Taxa de TED

Para realizar as operações na Bolsa de Valores, é necessário fazer a transferência de recursos da sua conta bancária para a sua conta na corretora de investimentos. Sendo assim, as taxas de TED vigentes do seu banco serão aplicadas.

4. Imposto Sobre Serviço (ISS)

O Imposto Sobre Serviço (ISS) também conhecido pela sua versão completa, ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) é um tributo municipal que incide sobre os serviços prestados por empresas e profissionais autônomos. Essa cobrança representa 5% da corretagem. 

Qual é o valor mínimo para investir na Bolsa de Valores?

A resposta é que não exige valor mínimo para investir na Bolsa de Valores. No mercado financeiro, existem ações que custam desde centavos até dezenas de reais. O que você precisa saber é que o retorno de um investimento de R$ 100 será bem diferente de um de R$ 100 mil. 

Contudo, cabe a você escolher o melhor caminho de acordo com as suas necessidades, objetivos e condições financeiras, combinado? 

Descomplicamos?

Esperamos ter esclarecido suas dúvidas sobre quanto custa uma ação na Bolsa de Valores. Confira outros conteúdos da Foregon e continue aproveitando:

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: saiba o que você já pode pagar utilizando esse sistema

Viagem dos sonhos: como se organizar e juntar dinheiro?

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”