Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Tipos de margens de lucro e como calcular cada um deles

Por Camila SilveiraPublicado em

Para saber se o seu negócio está sendo rentável, é necessário saber como calcular a margem de lucro. É através desse cálculo que torna-se possível perceber quais são os produtos ou serviços mais lucrativos e, assim, tomar melhores decisões. Conheça os tipos de margens de lucro e aprenda como calcular cada um deles.

O que é margem de lucro?

A margem de lucro é a porcentagem da receita de uma empresa que resta após a dedução de todos os custos, depreciação, juros, impostos e outras despesas ligadas aos produtos. Ou seja, trata-se de um indicador que é muito usado para avaliar a saúde financeira de um negócio.

Essa porcentagem é adicionada aos custos totais do produto. Melhor dizendo, a margem de lucro forma, junto com outras variáveis, o valor final e, dessa maneira, está embutida no preço do seu produto ou serviço.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Entender esses números é muito importante, pois eles servem como guia ao traçar estratégias de vendas, avaliar o rendimento da empresa, fazer precificação de produtos ou serviços e muito mais!

Lucro x Margem de lucro

O lucro é a receita de vendas menos os impostos, despesas e custos. Além disso, é um fator super importante no cálculo da porcentagem da margem de lucro. Conheça todos os detalhes e aprenda como obter os respectivos valores.

1. Lucro bruto

O lucro bruto é o valor da receita total menos o custo de produção. Pagamento de impostos, matéria prima e contas relacionadas à fabricação do produto, como água e luz, são gastos que devem ser incluídos no cálculo. Essas despesas são chamadas de variáveis, pois sofrem alterações todo mês.

Os gastos com produção dos produtos à venda também entram nesse cálculo, até porque o investimento depende da quantidade fabricada ou comprada.

  • Fórmula: lucro bruto = receitas totais – custos variáveis.

2. Lucro líquido

Essa categoria corresponde ao lucro gerado após diminuir custos fixos e despesas com alguns tributos do lucro bruto. Em outras palavras, é o dinheiro realmente que sobra para a empresa.

Há diversas contas que são abatidas para gerar o ganho líquido final: dinheiro que efetivamente ficará com a empresa. Os custos fixos são os valores de aluguel, pagamento do IPTU, salário dos funcionários, entre outras despesas que não se alteram. 

  • Fórmula: lucro líquido = lucro bruto – custos fixos

Tipos de margens de lucro

É válido destacar que há dois tipos de margens de lucro, são elas: margem de lucro bruto e líquido. Essas categorias se diferem pelo o que incluem nos custos e cada uma delas informa aos proprietários diferentes fatores sobre a empresa

1. Margem de lucro bruto

A margem de lucro bruto é quanto o seu negócio ganha com a venda de um produto/serviço após diminuir as despesas para produzi-lo e vendê-lo.

Ela mede o rendimento do negócio e determina o percentual do retorno do investimento realizado na empresa. Com esse número, você consegue identificar quais produtos estão com a margem baixa e, dessa forma, repensar as estratégias usadas. 

  • Fórmula: margem bruta = (lucro bruto / receita) x 100.

2. Margem de lucro líquido

Essa categoria apresenta o quanto sua empresa lucra efetivamente para cada real que entra como receita. Nesse cálculo, é preciso descontar custos e despesas de cada produto, desde a produção até itens administrativos e logísticos. Saiba que o valor da margem líquida será sempre menor que a bruta. Ela é importante para o proprietário entender se a sua empresa possui lucro.

  • Fórmula: margem líquida = (lucro líquido / receita) x 100.

Descomplicamos?

Ajudamos você a conhecer os tipos de margens de lucro? Esperamos que sim. Qualquer dúvida, deixe um comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: saiba o que você já pode pagar utilizando esse sistema

Viagem dos sonhos: como se organizar e juntar dinheiro?

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”