Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Vale a pena fazer um Empréstimo para Investir?

Por Thais SouzaPublicado em

Com os investimentos cada vez mais em alta e acessíveis para qualquer pessoa, uma dúvida que surge é: vale a pena fazer um empréstimo e usar o dinheiro para investir? A resposta é; depende. Neste artigo, você vai conferir quando vale a pena solicitar empréstimo para investir e como fazer o cálculo que vai te ajudar nesta decisão.

O que você procura?

Vale a pena fazer um empréstimo para investir?

Pegar um empréstimo para realizar um investimento pode valer a pena em alguns casos específicos. Isso porque, no mercado financeiro existem ótimas oportunidades de investimento que pagam juros maiores que o de um empréstimo.

Entretanto, diversos fatores devem ser analisados antes da tomada de decisão. Afinal, contratar um empréstimo é contrair uma despesa. Confira:

Juros do empréstimo deve ser menor que o retorno do investimento

Você deve ter em mente que terá que pagar juros e, quanto mais parcelas o contrato tiver, mais caro sairá o empréstimo. No entanto, se o retorno do investimento for maior que os juros pagos no empréstimo, com certeza vale a pena.

Foto de uma mulher sentada, usando uma calculadora para verificar se vale a pena contratar empréstimo para investir.

Algumas linhas de crédito como: consignado ou com garantia oferecem juros muito mais baratos que um empréstimo pessoal, por exemplo. Contudo, se você decidir investir em Renda Fixa, na qual que o retorno é muito baixo, mesmo pagando taxas menores, não valerá a pena, pois o seu lucro será menor que o valor que você irá pagar com os juros.

Para calcular o valor final do seu empréstimo e ver se realmente vale a pena contratar crédito para investir, você pode usar a calculadora de juros compostos da Foregon. A ferramenta é online, gratuita e gera o resultado na hora.

Uma alternativa, neste caso, são os investimentos de Renda Variável, como ações da Bolsa de Valores, ETFs, ofertas públicas e fundos de investimentos. Esses ativos financeiros possuem ótimos retornos para o investidor, possibilitando que ele pague os juros do empréstimo e ainda lucre com com o valor investido.

Não existem limites no universo de Renda Variável. Você pode dobrar ou triplicar os valores investidos, mas como nenhum dinheiro vem fácil, essa modalidade também tem seus poréns. Confira a seguir.

Risco do investimento

O segundo ponto que deve ser avaliado é o risco. Se você já conhece o básico sobre o mercado financeiro, deve saber que todo investimento tem riscos. A Renda Variável, que geralmente é extremamente rentável, também é muito imprevisível. Da mesma forma que as oscilações podem ser positivas, gerando ganhos, elas podem ser negativas, resultando em perdas para o investidor.

Por isso, antes da tomada de decisão, você terá que avaliar se está disposto a correr riscos ao investir em Renda Variável, que é a única categoria rentável para quem quer investir com dinheiro de empréstimo. Para essa análise, você terá que descobrir em qual perfil de investidor se encaixa:

  • Conservador: investidores que não estão dispostos a correr muitos riscos e preferem segurança em vez de maior rentabilidade;
  • Moderado: é um perfil meio-termo, que envolve investidores com mais tolerância a riscos, porém, que ainda dão muita importância para a segurança;
  • Arrojado: estão dispostos a sofrer riscos mais altos para ter rendimentos melhores. Costumam ter maior conhecimento sobre o mercado e não têm medo de oscilações.

Se você se encaixa no perfil moderado ou arrojado, significa que está pronto para investir em Renda Variável, pois não tem medo de correr riscos.

Diversificação dos investimentos

Além de escolher o investimento mais adequado para o seu perfil, diversificar a carteira também é uma estratégia fundamental para diminuir os riscos. A diversificação nada mais é do que investir em mais de um ativo financeiro ao mesmo tempo.

Por exemplo: se você for aplicar o dinheiro do seu empréstimo em ações, o ideal é comprar papéis de, pelo menos, duas empresas diferentes. Assim, se a ação de uma empresa desvalorizar, você não vai ter tanto prejuízo, pois possui dinheiro aplicado em outras companhias.

Como fazer um empréstimo para investir?

Agora que você já conhece todos os pontos importantes de atenção para contratar um empréstimo para investir, abaixo listamos as linhas de crédito com os menores juros do mercado:

Empréstimo com garantia do FGTS

Linha de crédito que antecipa as parcelas do saque-aniversário do FGTS. Os juros são mais baixos e você não precisa se preocupar com pagamento de parcelas, já que elas são descontadas automaticamente do FGTS.

Empréstimo com garantia de imóvel ou veículo

Linha de crédito que oferece uma das menores taxas de juros do mercado. O contratante oferece seu veículo ou imóvel como garantia de pagamento para obter condições mais atrativas.

O bem continua em posse do contratante, mas fica alienado ao banco até a quitação total das parcelas.

Empréstimo consignado

O empréstimo consignado oferece juros baixos e as parcelas são descontadas diretamente do salário ou benefício do contratante.

Disponível para aposentados, pensionistas do INSS ou servidores públicos. A linha de crédito também aprova negativados.

Outras linhas de crédito

As linhas de crédito listadas acima são opções de juros mais baixos, em que os ganhos no investimento podem superar as taxas, garantindo um lucro para o investidor.

No entanto, existem outras opções de empréstimo no mercado. Entretanto, os juros podem ser maiores. O ideal é que antes de contratar o crédito, você faça o cálculo do Custo Efetivo Total (CET) para saber exatamente quanto vai custar seu empréstimo.

A contratação pode ser feita diretamente no seu banco. Se preferir, no site da Foregon você compara opções de empréstimo e contrata a que mais se adequa ao seu perfil.

Perguntas frequentes (FAQ)

É possível fazer um empréstimo para investir?

Sim. Se estiver com o nome limpo e um bom score, você poderá solicitar um empréstimo com taxas de juros mais baixas e, com o dinheiro, poderá investir em ativos que pagam rendimentos maiores que os juros do empréstimo.

Tem como ganhar dinheiro com empréstimo?

Sim. Se você fizer um empréstimo para investir, seja em aplicações financeiras ou investimento no próprio negócio, você terá a chance de multiplicar a quantia contratada, desde isso seja feito com planejamento.

Onde investir com o dinheiro do empréstimo?

Você pode investir o dinheiro do empréstimo em ativos que pagam rendimentos maiores que os juros do empréstimo, como investimentos de Renda Variável, como ações, FIIs e ETFs.

Vale a pena contratar empréstimo para investir em CDB?

Na maior parte das vezes não. Como o CDB tem um rendimento mais baixo, os lucros podem não ultrapassar o valor dos juros do empréstimo, gerando prejuízo. No entanto, é importante fazer o cálculo de juros compostos para confirmar se realmente vale ou não a pena.

Conclusão

Neste artigo vimos que contratar empréstimo para investir só é viável para Renda Variável. Além de escolher o ativo ideal, outras estratégias também vão ajudá-lo a ter mais lucros, como: diversificação da carteira, escolha de um empréstimo com juros menores, além de prazos, liquidez e rentabilidade.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Leia também

Portabilidade de Empréstimo Consignado com Troco Online: Vale a Pena?

Melhores Empréstimos com Garantia de Imóvel: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos com Garantia de Veículo: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos na Hora via Pix: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos Online na Hora: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos para MEI: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos com Garantia de Celular: Fevereiro 2024

Melhores Empréstimos com Antecipação do FGTS: Fevereiro 2024