Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

5 dúvidas frequentes sobre a renegociação de dívidas

Por Camila SilveiraPublicado em

Você sabia que aproximadamente 66% das famílias brasileiras encerraram o ano de 2020 com dívidas?

De acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em outubro do mesmo ano, 63,4 milhões de brasileiros estavam inadimplentes, ou seja, com dívidas e nomes sujos nos órgãos de proteção ao crédito.

Apesar de ser um número muito grande de inadimplentes e a maioria deles terem que lidar com essas pendências frequentemente, muitos ainda possuem dúvidas sobre como renegociar as dívidas de maneira correta.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Por isso, neste artigo, você vai conferir as cinco principais perguntas sobre a renegociação de dívidas e esclarecer todas essas questões! Continue a leitura e aproveite o conteúdo.

5 dúvidas frequentes sobre renegociação de dívidas

1. O que fazer para renegociar a minha dívida?

Se você possui uma dívida em aberto com alguma instituição financeira, e não sabe o que fazer, lá vai a nossa primeira dica: entre em contato com a empresa credora por meio dos canais de atendimento oficiais e solicite uma renegociação.

Deixe claro o quanto você pode pagar por mês e feche um acordo que seja bom para ambos os lados. 

Se achar necessário, antes de entrar em contato com a empresa, faça um levantamento de todas as suas despesas fixas ao longo do mês e diminua, ou corte, do seu orçamento alguns custos desnecessários.

Ao economizar com alguns gastos, você conseguirá ter um dinheirinho sobrando no final de cada mês para regularizar a sua dívida da melhor maneira possível. Conte com a ajuda de aplicativos de controle financeiro, caso precise.

2. Como saber se tenho dívidas antigas?

Para saber se você tem uma dívida antiga, não tem segredo: basta acessar o site ou o aplicativo da instituição financeira credora e ver se existe alguma notificação referente a uma dívida pendente. As empresas normalmente informam nessas plataformas quando o cliente tem uma conta em aberto.

Outra forma de descobrir essa informação é consultando o seu CPF nos sites dos órgãos de proteção ao crédito como o SPC, Serasa, Boa Vista e Quod.

A Serasa mostra quais dívidas antigas o consumidor possui e, também, oferece descontos e ótimas formas de pagamento.

3. Quais dívidas tenho que pagar primeiro?

As dívidas que possuem os juros mais altos são aquelas que você deve pagar primeiro, porém, elas podem ficar em segundo plano, caso você tenha outros tipos de dívidas, como:

  • Contas de consumo (água, energia, telefone, gás, etc.);
  • Moradia e aluguel;
  • Financiamentos de algum bem, como casa ou carro;
  • Empréstimos que tenham bens como garantia e que você corre o risco de perdê-los.

4. Como negociar dívidas sem juros?

Vale ressaltar que toda dívida possui a cobrança de juros, principalmente quando é com alguma instituição financeira.

Para negociar a dívida sem juros, você poderá "trocar" de dívida, melhor dizendo, contratar um empréstimo com taxas de juros mais baixas para quitar essa conta. Dessa forma, você passa a arcar com juros mais baixos e que impactam menos o seu bolso.

Mas, não esqueça: para realizar essa ação, é necessário ter um planejamento financeiro muito cuidadoso, afinal, você não quer entrar em débito novamente e ficar inadimplente mais uma vez, correto?

Caso prefira, você também pode negociar diretamente com a instituição credora, solicitando que os juros sejam zerados ou diminuídos.

5. Como conseguir desconto para quitar dívidas?

Você pode conseguir descontos no site da Serasa, como citamos anteriormente, ou conversando abertamente com a instituição financeira credora.

Normalmente, quanto menor o prazo em que a dívida for quitada, menores serão os juros ou maiores serão os descontos. De toda maneira, o ideal é fechar um acordo que seja bom para ambos os lados.

Por fim, tenha clareza do quanto você pode comprometer a sua renda para o pagamento das parcelas e procure formas de planejamento financeiro para quitar as suas dívidas.

Gostou do conteúdo?

Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: saiba o que você já pode pagar utilizando esse sistema

Viagem dos sonhos: como se organizar e juntar dinheiro?

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”