Como evitar as dívidas pós férias? Veja dicas!

Anda pensando em descansar em algum lugar e ainda levar a família junto, ou aproveitar com os amigos? O que importa é curtir o momento e evitar as dívidas pós férias.

Separamos algumas dicas práticas para que suas folgas sejam bem aproveitadas e seu bolso continue a salvo de uma lembrança amarga. Porque além de tudo, queremos nos lembrar das fotos e não dos boletos, não é mesmo?

Se você nunca pensou que suas férias poderiam ser planejadas, veja o quanto pode ser vantajoso para você começar a fazer um plano antes de arrumar as malas.

Quer aprender?

Cartão Pan
Cartão Pan

Se organize

Antes das dicas, é essencial que você se organize para evitar as dívidas pós férias. Procure colocar em ordem o seu orçamento e as ideias sobre a viagem para fora da cabeça. Isso vai te ajudar a seguir as nossas dicas.

Saiba o quanto você ganha e gasta. Só assim vai ficar mais claro o quanto é necessário economizar para realizar a viagem.

Colocar as ideias sobre a viagem em um papel ou no computador, te ajudam a visualizar suas possibilidades e começar a excluir alguns destinos, que no momento não serão viáveis de visitar.

Como você verá nas dicas, escolher um destino pode levar em conta diversos fatores, com o pensamento em evitar as dívidas pós férias, gastos, distância e acomodações podem ser critérios para não exagerar no orçamento.

Vamos às dicas?

10 dicas para evitar as dívidas pós férias

como evitar as dívidas pós férias

Alguma vez você já viajou para um lugar fantástico, mas se descuidou com as compras e o cartão de crédito? Depois do descanso merecido a dor de cabeça começa.

As faturas e boletos chegam e o dinheiro na conta já se foi a muito tempo. Para não tornar os momentos especiais em experiências ruins, anote as dicas:

1Planejamento antes das malas arrumadas

Para suas memórias serem inesquecíveis, é recomendado fazer um bom planejamento antes. Pensar com antecedência, deixa os imprevistos mais fáceis de serem superados, além da comodidade com tudo organizado.

O planejamento que aconselhamos fazer, não envolve somente o lado financeiro, mas todas suas férias, aliás, até depois delas!

O que levar em consideração antes de fazer as malas?

  • Escolher com antecedência o local

Pesquise os lugares que você pretende viajar. Leve em conta o clima, fuso-horário, pontos turísticos e moeda local.

A moeda local é importante para sua decisão. Hoje, por exemplo, é mais viável viajar para lugares que não adotam o dólar, já que seu preço anda nas alturas!

  • Hotéis

Pesquisar hotéis também é fundamental para que você tenha uma boa estadia e ainda economize. Use a internet nesse momento. Procure pelos mais visitados pelos turistas, avaliações em sites de reclamações, como o Reclame Aqui e opiniões dos clientes.

Existem sites que, possibilitam conhecer os hotéis além do preço da diária de cada um. Procure pelo telefone do lugar e tire qualquer dúvida que você tenha antes.

Uma boa dica, é: não é porque é o mais barato que é melhor! Se o hotel fica em uma localização longe dos pontos turísticos, metrô ou ônibus, pode ser que não compense, já que você vai gastar com passagens ou carro.

Pesquise também pelos hostels. Eles são mais básicos, mas não menos aconchegantes. Podem te render uma boa economia, além de lembrar do conforto de sua casa.

  • Agência turística

Agências turísticas podem ser um facilitador em sua viagem. Mas, não se esqueça que você mesmo pode montar seu roteiro de viagem. Você economiza e consegue evitar as dívidas pós férias!

Pesquise na internet ou no próprio hotel de sua estadia, os lugares que você pode visitar na cidade. Compre os ingressos antes. Isso ajuda você a se organizar durante o passeio, criando um roteiro diário.

Ah, algumas cidades possuem restaurantes bem disputados e que são tradicionais. Além de valer a pena a visita, reservas podem facilitar e garantir descontos.

  • Temporada

No planejamento das suas férias é importante levar em conta a temporada. Ou seja, em locais dentro e fora do país, fique atento a procura pela cidade.

Alta temporada é quando o lugar recebe turistas de todo lugar do mundo e acaba que os preços disparam, além da paciência com as filas intermináveis.

Para evitar as dívidas pós férias, procure passar sua folga em lugares com procura menor. A baixa temporada ou cidades que não recebem tantos turistas apresentam preços bem melhores, tanto em acomodações, passagens e alimentação.

Adicional de férias

Para aproveitar ainda mais sua viagem, quem tem carteira assinada ou funcionário público, há um adicional de férias. Normalmente, esse valor é depositado para o trabalhador 2 dias antes do início das férias.

O valor do adicional de férias é a soma do seu salário (mais adicionais) com 1/3 (um terço) da remuneração.

  • Exemplo: se você ganha R$ 1.000 + 1/3 = R$ 333,33

Ou seja, o seu adicional de férias será de: R$ 1.333,33.

2Defina um orçamento

Tudo caminhando para que sua viagem de certo, é o momento de fazer um orçamento para você ou sua família. Esse planejamento de gastos, deve incluir um teto de gastos.

Assim, todo mundo sabe o quanto pode gastar diariamente. Se o valor estipulado não for gasto, some ao próximo dia. E se acontecer o contrário, economizem no outro.

Por exemplo:

– Defina que seus gastos sertão de até R$ 100 por dia. Se hoje vocês gastaram R$ 80, o restante fica para o dia seguinte.

– Se vocês gastaram R$ 150, tentem economizar no próximo dia.

Além de definir o que você pode gastar diariamente em suas férias, é legal deixar um dinheiro somente para a viagem. Ou seja, aquele dinheiro pode ser usado do seu adicional de férias, sem ter que tirar de algum outro fundo.

3Pague antes

Assim que arrumar a mala, esteja com tudo comprado e certo, pelo menos essa é a nossa sugestão. Ter tudo pago assim que viajar, faz com que você tenha controle sobre os gastos adicionais.

Exemplificando, quando você compra as passagens, reserva hotel e já tem a maioria dos ingressos para as atrações turísticas, os gastos já estão claros para você, sendo possível incluir no planejamento financeiro da viagem, conseguindo evitar as dívidas pós férias.

4E as lembrancinhas da viagem?

Quem é que não quer voltar com lembranças da viagem para a família ou amigos? O problema é que elas podem pesar no seu orçamento. Mas, calma, ainda tem jeito!

Para que todo mundo se sinta lembrado por você, alguns presentes como chaveiros, canetas ou copos podem ser os escolhidos. Normalmente, são bem mais baratos e por isso, mais pessoas podem ser presenteadas.

Ah, tente fugir dessas lojinhas que ficam dentro do ponto turístico, os preços são salgados. Já as barraquinhas que ficam em torno ou espalhadas pela cidade, têm o mesmo produto por muito menos.

5Como reservar voos mais baratos

Para não “arrastar” a dívida pelos próximos meses, economizar é importante! Se o seu destino necessita o transporte aéreo, veja como comprar as passagens mais baratas.

A dica é comprar com antecedência, prefira não deixar para a últimas semanas. A procura pelas passagens aéreas pode ser feita em horário de menor pico, como a madrugada e no meio da tarde. Isso garante um preço bem menor.

Se você tiver um cartão de crédito com milhas, use esse benefício como desconto ou até mesmo para viajar de graça, caso seus pontos atinjam o necessário.

6Vai de carro?

Que tal viajar de carro e ainda dividir as despesas com os amigos? Ao invés de pegarem ônibus ou alugar um veículo, utilize o seu o de alguém e economizem com combustível e pedágios.

Para evitar as dívidas pós férias da melhor maneira, que tal fazer uma viagem para um lugar mais próximo? Menos gastos, mais diversão!

Se for viajar de carro:

  • Revise os documentos do carro – IPVA, licença, carteira de motorista, etc. Evite as multas, o que pode ser bem pesado para seu orçamento;
  • Revise o veículo – revisão evita que você tenha surpresas durante o caminho, gerando gastos imprevistos.

7Cartão de crédito na viagem pode?

Para pessoas “controladas financeiramente” o cartão de crédito não tem problema. Para as que gastam quase o limite, deixe o cartão em casa e evite de deixar os próximos meses no vermelho.

A nossa dica é, quando souber que suas férias serão para viajar, é hora de começar a baixar a sua fatura, ou seja, diminuir as despesas para que você possa gastar um pouco a mais depois.

Imagine que você vai parcelar a viagem de avião e outras compras para sua viagem de férias, mas no cartão de crédito já existem outros gastos? Fica quase impossível de pagar depois, não é mesmo?

Então, tente economizar desde já, para que você esteja mais confortável durante suas férias. Tente também, manter um equilíbrio entre seus gastos durante esse tempo entre o cartão de débito e crédito, para não ficar tudo em uma conta só.

8Cartão pré-pago

Se você não se considera uma pessoa muito segura perto de um cartão de crédito ou ainda não tem um, considere levar o cartão pré-pago. Você sabia que ele é ótimo para viagens nacionais e internacionais?

Essa vantagem é pelo fato de que você não precisa levar dinheiro por aí, e tem somente o necessário para gastar, já que quem recarrega o valor desejado é o cliente.

Ah, por não ser crédito, o pré-pago não tem análise de crédito ou documentação, basta pedir o seu. Procure por uma versão internacional, possibilitando suas compras em sites internacionais e qualquer lugar do mundo.

9Considere esperar

Se dessa vez anda um pouco apertado para você viajar, considere esperar. Se o destino que você deseja não está ao seu alcance, ao invés de viajar, tente começar a se planejar para o próximo ano.

Em um ano, se manter tudo controlado, pode ser que você consiga economizar, baixar a fatura do cartão e ter condições de viajar com a família ou se reunir com os amigos em um destino incrível!

Se você deixar sua viagem para as próximas férias, que tal aplicar o dinheiro do benefício que você recebe? Até ano que vem, você vai ver seu saldo aumentar. Veja nossa dica aqui!

10Viagens internacionais

Se o seu destino é para fora do país, a economia deve ser maior ainda, já que os gastos são bem maiores. Veja como:

  • Escolha o destino com a moeda de valor mais baixo, como: Buenos Aires – Argentina, Santiago – Chile, Montevidéu – Uruguai, Mendoza – Argentina.
  • Fique atento a alta temporada, onde os preços são elevados, além das filas.
  • Tenha controle com o cartão de crédito internacional ou peça um pré-pago.
  • Se informe antecipadamente dos documentos exigidos para entrar no país e deixe-os separados, em local que seja fácil de achar.

Dica Bônus – veja como evitar as dívidas pós férias em sua casa!

Quando saímos de férias por muito tempo, além de economizar na viagem, a economia pode estar na casa também.

Alguns serviços como internet e telefone podem ser bloqueados por tempo indeterminado.

Ou seja, se você fica fora de casa um ou mais meses e ninguém usa os serviços, ligue para a operadora e veja se é possível deixar inativo, fazendo você economizar um pouco mais.

Ah, e se sua casa tiver a energia separada por disjuntor, desligue tudo o que não precisar ficar funcionando.

Gostou das dicas? Depois conta aqui ao final da página para nós! Navegue à vontade no blog da Foregon para ficar por dentro do mundo financeiro. Até logo!

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...