divida-para-pagar-outra-emprestimo

Quem é que nunca passou por um “aperto” na hora de pagar as contas? Nessas horas, procurar alternativas pode aliviar o momento. Mas é necessário cuidado ao pensar em fazer uma nova dívida para pagar outra.

Em algumas ocasiões, pode valer a pena procurar outro meio de crédito. Como no caso de dívida com o cheque especial ou cartão. Um empréstimo pode ter menos juros, o que acaba compensando a “troca” de dívidas.

Mas, é importante ficar atento na hora de fechar o negócio. Mais dívidas podem virar uma bola de neve e não atingir o objetivo principal, que é ficar no azul!

Vale a pena pegar um empréstimo para pagar dívidas?

Quitar as dívidas com certeza é um passo importante. Ainda mais para quem está negativado e procura crédito para abrir um negócio ou mesmo financiar um imóvel.

Antes de tudo, é preciso entender a sua dívida. Ou seja, quais são os juros, para quem você deve e o tempo que está devendo.

Isso ajuda muito na hora de procurar uma solução para as dívidas. Já que além de um novo crédito com condições melhores, existe a possibilidade de um acordo com juros menores, parcelas que cabem no seu bolso ou até isenção de taxas.

É importante lembrar que, procurar uma outra forma de ter dinheiro para ficar em dia com as contas é recomendado somente quando os juros são menores e as dívidas estão ficando fora de controle.

Se suas dívidas têm juros altos, esse é um bom indício para a necessidade de fazer um empréstimo, que, normalmente, têm taxas mais em conta.

Não caia na ilusão de que, pegar um empréstimo para saldar a dívida de uma vez é a melhor escolha. É preciso conhecer os dois lados, do que você deve e as formas de pagamento.

Confira duas modalidades de empréstimo para você:

Empréstimo Consignado

O empréstimo consignado costuma ter taxas menores, já que é descontado diretamente da folha de pagamento do trabalhador. As exigências são:

  • Margem consignável: limite para o empréstimo, que não pode ultrapassar 30% do salário.
  • Convênio com o banco: a empresa para qual você trabalha, deve ter convênio com algum banco.

Empréstimo Pessoal

Essa modalidade de empréstimo pode ser utilizada por qualquer pessoa, mas ela contém juros maiores, mas ainda assim, pode compensar em relação ao cheque especial, cartão de crédito ou na necessidade de limpar o nome.

O empréstimo pessoal deve ser feito em algum banco ou financeira, e antes de ser liberado, o cliente está sujeito a análise de crédito, ou seja, uma avaliação para saber se conseguirá pagar as parcelas, reduzindo o risco de calote.

Fique atento:

  • Simule o empréstimo em vários bancos – os juros podem variar bastante, escolha o menor!
  • Fuja de “milagres” – existem pessoas má intencionadas e você pode cair em um golpe. Procure contratar com alguma empresa que você confie ou seja reconhecida.

Empréstimo online

dividas-emprestimo

Como você viu, é importante ficar alerta onde você busca empréstimo. Uma forma segura, rápida e prática de buscar o serviço é online. Existem financeiras especializadas na internet, que além de simular os valores com juros, você contrata sem sair de casa.

Procure informações antes de fechar o empréstimo, uma busca rápida online pode ajudar nessa hora, com referências e avaliações dos clientes.

Negativado consegue empréstimo?

Para conseguir um crédito, é bom ter as contas em dia e a situação financeira estável. Mas, existem momentos em que as contas saem do controle e acabamos no vermelho.

Estar negativado não é nada bom, e nessas horas procuramos alternativas para continuar pagando as novas contas e conseguir quitar as antigas. O problema é que os bancos podem recusar propostas com o nome sujo.

Mas saiba que há saída! Existem financeiras especializadas no assunto de empréstimo para negativado, e muitas delas, online.

Saiba que esse serviço pode conter juros bem altos, chegando a 20%, já que os credores não têm muitas garantias sobre pagamento.

E como sabemos, não restam muitas saídas quando o assunto é limpar o nome para voltar a ter crédito.

A Simplic, por exemplo, oferece o empréstimo pessoal para negativados. No site, é possível cotar e ainda contratar!

Ah, e antes de pegar qualquer empréstimo, se informe do Custo Efetivo Total (CET), que é o valor emprestado somado a juros e taxas, ou seja, o valor que você vai ter pago ao final.

Dívida no cartão de crédito

Se as faturas foram atrasando e você não pagou o mínimo e entrou no rotativo, procure a administradora do seu cartão e solicite uma proposta para financiar a dívida em parcelas fixas.

Se não achar o negócio interessante, proponha o que pode ser melhor para você.

Fique ligado, agora quem entra no rotativo regular, ou seja, que pagam o mínimo, só podem permanecer por no máximo 30 dias. A partir disso, o banco propõe uma alternativa de pagamento com juros mais baixos, como o empréstimo.

Antes, negocie sua dívida!

Se você tem várias contas em aberto, empréstimos não pagos, entre outros, é indispensável procurar regularizar. Antes de pensar em um empréstimo, pagar contas com o cartão de crédito ou utilizar o cheque especial, que tal procurar uma negociação?

Existem diversos feirões, como o “limpa nome” ou regularização de dívidas. Procure em sua região se existe esse programa e aproveite! Os principais credores estão presentes e dispostos a negociar.

Se você não conhece esses feirões ou se eles estão longe de você, tente conversar diretamente com quem você deve. Uma boa negociação pode diminuir os juros e apresentar condições que você pode pagar.

Seja sempre claro, mostre que está disposto a quitar suas dívidas. Mas, que os juros e condição de pagamento estão complicados para você e veja o que é proposto.

Se for legal, ótimo, senão, volte a procurar uma outra forma para pagar suas contas, mas lembrando de não fazer uma dívida para pagar outra!

O que devo priorizar?

Se a grana anda curta e você ainda não se sente pronto para pegar um empréstimo, procure priorizar as dívidas, como as que sejam uma de suas fontes de renda.

Colocar em primeiro lugar o que gera dinheiro te ajuda. Com o pensamento lógico que você terá retorno com aquele bem. Se seu carro é usado como táxi, ou você tem um imóvel de aluguel, o pagamento de IPVA e IPTU podem ser preferenciais.

Outros meios para ficar no azul

Você já pensou em complementar seu orçamento com coisas que você sabe fazer? Falamos sobre vender ou prestar serviços em que você é bom e pode fazer para as pessoas.

Comece a ganhar dinheiro em casa, pela internet, aplicativos ou serviços que necessitem de você presencialmente.

Separamos algumas dicas especiais, veja:

  • Vender comida: se você “manda bem” na cozinha, que tal transformar isso em um negócio? Invista em marmitas e ganhe um dinheiro extra, ou combine com alguém de sua família ou amigo que prepare e você venda.
  • Dinheiro extra no final de semana: se você não tem a semana livre para se aventurar em novos empreendimentos, utilize seu final de semana. Vender marmitas diferentes ou prestar serviços especializados são algumas dicas.
  • Sua loja na internet: você pode revender artigos, comprar em sites estrangeiros geralmente com preços menores e abrir uma loja virtual. Ou ainda revender peças de roupas, por exemplo.
  • Aplicativos: que tal investir em apps, como o iFood e Uber? Eles podem ajudar a complementar seu orçamento, sem ter que desenvolver novas plataformas.
  • Alugue coisas: máquinas fotográficas, pula-pula, data show e drone são alguns produtos que você pode adquirir e ganhar um bom dinheiro com aluguel!

Separei boas dicas como essa para você que pensa em complementar sua renda ou quem sabe, ganhar ainda mais dinheiro com o que você faz. Quer ver? Clique aqui!

Com planejamento você chega lá!

Pagar as contas, sem dúvidas, é importante e necessário. Mas, para você ficar livre de vez das dívidas, é necessário se planejar, organizando seu orçamento e sabendo gastar seu dinheiro.

Quer ter uma planilha que ajuda a conhecer seus gastos e de quebra te ajudar a economizar? Clique aqui e baixe agora.

Com a planilha, você tem o cenário de como anda sua vida financeira mensalmente. Você informa seus ganhos, despesas fixas e variáveis.

Vendo seus gastos, é possível saber quais deles podem ser cortados ou onde você pode economizar.

Aperte um pouquinho, lá na frente vai valer a pena, quando ver seu dinheiro durando o mês todo!

Espero que tenha encontrado dicas valiosas para você. Qualquer dúvida ou sugestão, deixe aqui embaixo nos comentários e até a próxima!

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (8 voto(s), média: 4,13)
Loading...