Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Empréstimo consignado com garantia do FGTS

Por Leonardo JacominiPublicado em

Desde o dia 26 de setembro, é possível pegar um empréstimo consignado com garantia do FGTS. Mais de 37 milhões de trabalhadores com carteira assinada têm direito ao benefício.

O consignado é uma forma mais fácil de empréstimo, pois o banco tem a garantia do desconto em folha. Com a o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o principal benefício é contar com mais uma segurança no pagamento e, por isso, juros menores.

A Caixa Econômica Federal é a primeira a oferecer essa o empréstimo consignado com garantia do FGTS. Outras instituições poderão também operar o serviço.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Para isso, os bancos devem firmar convênios com as empresas para que os trabalhadores possam sacar o empréstimo.

Empréstimo consignado com garantia do FGTS – como funciona?

Trabalhadores com carteira assinada tem direito ao empréstimo. O limite depende do saldo disponível na conta do FGTS. A garantia funciona assim:

Valores reservados são limitados ao somatório de:

  • 10% do saldo disponível do FGTS;
  • 100% da multa rescisória em caso de demissão sem justa causa (40% do valor pago de multa).

Ou seja, se caso o trabalhador venha a ser despedido, o banco pega como garantia os 10% disponível em conta e os 40% de multa paga em caso de demissão sem justa causa.

Juros do empréstimo consignado com garantia do FGTS

Os juros do consignado já são menores, e se a garantia é maior, o risco é menor, isso é o que acontece com a segurança do FGTS. Com valores menores do que o praticado no mercado, o trabalhador pode encontrar:

  • Juros entre 2,63% a 3,5% ao mês (determinada por lei);
  • Os juros serão calculados de acordo com o perfil do empregador e do cliente (pessoa física).

Requisitos

Fique atento as condições para ter acesso ao empréstimo consignado com garantia do FGTS:

  • Empresa deve ter convênio com a Caixa;
  • Trabalhador deve ter margem consignável;
  • Vínculo empregatício com a empresa, no mínimo 12 meses;
  • Receber o salário pela Caixa;
  • Saldo no FGTS compatível com o valor do empréstimo consignável.

Vale a pena o empréstimo consignado?

Para quem tem dívidas com o cartão de crédito, cheque especial ou outras contas que tenham juros enormes, o empréstimo consignado pode valer a pena.

Você troca uma dívida de juros altos por uma com taxas menores. A dica para ficar de bem com a sua economia é segurar os gastos e ter consciência ao usar o cartão de crédito.

Você que trabalha no setor privado e possui carteira assinada, gostou de conhecer essa nova opção de crédito? Conta aqui pra gente o que acha do empréstimo consignado com garantia do FGTS. Qualquer dúvida, deixe aqui embaixo nos comentários. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: saiba o que você já pode pagar utilizando esse sistema

Viagem dos sonhos: como se organizar e juntar dinheiro?

Instagram como ferramenta de negócios: guia completo

Como recarregar Bilhete Único pelo celular?

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”