Foregon.comConteúdos
    1. Dicas Financeiras

    Imposto de Renda: qual a finalidade deste tributo?

    Por Janaína TavaresPublicado em
    Compartilhe

    O Imposto de Renda é um dos tributos mais importantes que existem e que deve ser pago por pessoas físicas e jurídicas. Contudo, alguns contribuintes ainda têm dificuldade para entender a sua finalidade. Por isso, vamos descomplicar esse assunto para você.

    Qual o objetivo desse imposto?

    Toda vez que a população contribui com esse imposto, uma porcentagem da renda/lucro é deduzida. Sendo assim, esse valor é entregue para o governo federal que, consequentemente, dará um fim para o recurso.

    Vale lembrar que todo o dinheiro arrecadado com impostos é utilizado para:

    • Gestão dos serviços públicos federais, estaduais e municipais;
    • Programas de saúde, educação, desenvolvimento social, obras de infraestrutura, cultura, esportes, dentre outros.

    Além disso, é importante entender que os contribuintes são responsáveis pelo salário de todas as pessoas que estão em cargos públicos, incluindo nessa lista os prefeitos, governadores, deputados, vereadores e outros.

    Modalidades de arrecadação

    Outro ponto interessante em relação ao Imposto de Renda é que ele possui algumas modalidades de arrecadação. São elas:

    • Imposto de renda retido na fonte (IRRF): forma de antecipação do imposto por meio do recolhimento de porcentagens em salários, alienações de bens e muito mais;
    • Imposto de renda sobre o lucro real anual e estimativa: apuração do imposto de renda da pessoa jurídica. Nesta situação, o tributo é recolhido antecipadamente com base em percentuais sobre a receita bruta ou em balancetes mensais;
    • Imposto de renda sobre o lucro real trimestral: já este envolve balanços trimestrais, cobrando o imposto devido;
    • Imposto de renda sobre o lucro presumido: calculado sobre as receitas escrituradas na contabilidade ou em um Livro Caixa expandido (o que inclui a movimentação bancária).

    Autônomo precisa declarar?

    Não são só as pessoas que trabalham sob o regime de CLT que devem pagar o Imposto de Renda. Autônomos também precisam fazer essa declaração, contudo, existem algumas diferenças. Saiba quais são:

    • Aqueles que possuem uma renda tributável maior do que R$ 28.123,91 no ano-base são obrigados a declarar o imposto;
    • Empreendedores autônomos que tenham recebido rendimentos não tributáveis de mais de R$ 40 mil.

    Mesmo nos casos em que há a isenção desse imposto, o autônomo não está totalmente livre das ações do Fisco. Vale destacar que ele passa por uma fiscalização das arrecadações, com o objetivo de comprovar que a renda dele foi compatível com a não declarada no documento.

    Portanto, se você é autônomo não deixe de pagar esse esse tributo, já que ele é muito importante porque pode te ajudar na formação da renda em financiamentos.

    Caso tenha ficado com alguma dúvida sobre esse tema, é só deixar aqui nos comentários. Até a próxima!

    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Leia a seguir

    • alt
      Dicas Financeiras

      Renovação da CNH: qual é o prazo?

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando