parcelamento-com-cartao-de-credito

Para quem tem um cartão de crédito ou deseja ter o seu primeiro, sabe que um dos principais benefícios, é fazer compras parceladas, ou seja, comprar agora e pagar um valor menor durante alguns meses. Separamos várias dicas sobre o parcelamento com cartão, confira!

Há algumas diferenças na hora de fazer um parcelamento. Como as compras com ou sem juros, o limite para parcelar e algumas dúvidas comuns do dia a dia, e que você poder solucionar aqui.

Antes, é importante lembrar que o parcelamento pode ser uma facilidade para nossas compras, uma folga a mais. Então, observe o seu saldo e a sua situação financeira, já que o cartão pode dar a sensação de ter mais dinheiro em conta.

Vamos conhecer mais sobre o parcelamento com cartão de crédito?

Como funciona as compras parceladas?

Sabe aquele móvel, eletro ou mesmo um produto que você vem namorando faz um tempo, mas ainda o preço não está no seu orçamento do mês? Ou então o seu carro deu problema e o conserto ficou mais caro do que você imaginava?

A solução pode estar em parcelar no cartão de crédito. Se você é do tempo do velho crediário, saiba que é mais ou menos parecido, mas com a facilidade de receber o valor mensalmente em sua casa e não mais aquele boleto enorme.

Quando você parcela um valor, ele é dividido em prestações iguais, podendo ter juros ou não sobre o valor original. Para parcelar, basta informar ao comerciante. Ou pela internet, escolha a opção na hora de fechar o pedido, lembrando que o estabelecimento pode ou não aceitar parcelar.

Qualquer cartão pode parcelar compras?

Depende do tipo do seu cartão. Se ele for de crédito, aquele que você tem um limite mensal disponível, suas compras podem ser parceladas sem problemas, em quantas vezes for possível, claro, lembrando de respeitar o limite disponível.

Se o seu cartão for na função débito ou pré-pago, não é possível parcelar suas compras, já que eles funcionam em uma espécie de pagamento à vista.

O cartão pré-pago você pode:

  • Fazer suas compras online
  • Compras físicas
  • Recarregar o quanto quer (limite para gastos)

O cartão de débito é aquele ligado à sua conta corrente do banco, e o limite está ligado ao seu saldo bancário. Então, sua compra não será aprovada, caso o dinheiro disponível seja menor que o valor da aquisição.

Como funciona o parcelamento com e sem juros?

Já viu aquele cartaz enorme na frente da loja que informa o parcelamento em várias vezes e parece imperdível? Bem, aí pode morar o perigo. A explicação está nos juros e no CET (Custo Efetivo Total), ou seja, aquilo que você realmente paga no final.

Os juros podem não ser somente aqueles que são acrescidos no valor da parcela, mas existem os já embutidos.

Esses juros embutido no preço do produto, não é anunciado separadamente. Mas, é o valor que é abatido muitas vezes quando o consumidor pede desconto ou é oferecido em pagamentos à vista.

Para entendermos, esse desconto que às vezes nos é dado ou como dizemos, por “chorar” ao vendedor, é debitado desse juro aplicado ao produto. Ou seja, até quem não parcela pode pagar um valor acima, já que as lojas “padronizam” a perda com o parcelamento.

Parcelamento sem juros

Nessa modalidade de pagamento, o valor não sofre alteração, ele é o mesmo pago à vista, ainda que seja parcelado.

No exemplo: você compra um produto de R$ 1.000 e parcela em 10x. As parcelas serão de R$ 100 e ao final, você vai ter pago os mesmos R$ 1.000.

O pagamento sem juros pode não valer a pena quando o valor com desconto à vista for bom. Sempre consulte antes se o valor tem desconto no pagamento em dinheiro.

Parcelar pode valer a pena quando o desconto for pequeno ou mesmo se o valor total não cabe no seu bolso naquele mês.

Parcelamento com juros

Há uma incidência de valor adicional nas parcelas pagas pelo financiamento. Se você faz uma compra de R$ 1.000, parcelada em 10x, com juros de 2% ao mês, por exemplo. Pagará em cada parcela, R$ 111,33, resultando no total de R$ 1.113,27.

O valor de R$ 113,27, foi o total que você pagou de juros só por parcelar a compra.

O importante é sempre tentar aquele desconto no valor à vista e se livrar de dívidas nos próximos meses, sempre compare os preços e tente fugir dos juros no parcelamento e se informe do total de custos ao final.

Limite em compras parceladas

Para comprar parcelado, você não pode passar do limite do seu cartão de crédito, ou seja, se o limite for de R$ 1.000, o total das parcelas não podem ultrapassar esse valor.

Existem duas formas de considerar o limite na hora das compras e depende de cada cartão:

1 – Limite que considera o valor total da compra

Todas as parcelas serão consideradas no cálculo do seu limite. Ou seja, se seu cartão de crédito tem um limite de R$ 1.000 e você fez uma compra de R$ 500 em 10x de R$ 50, o seu limite considera o valor de R$ 500 e não de R$ 50.

Isso quer dizer que, seu limite passará a ser de R$ 500 até a próxima fatura. Assim que você pagar sua próxima fatura com a parcela dos R$ 50, seu limite vai para R$ 650, assim, até recuperar o limite total na última parcela.

Essa é a forma mais praticadas em lojas. Diminuindo seu limite, impede que você tenha muitas dívidas simultâneas e o banco garanta que você consiga pagar a fatura.

2 – Limite que considera somente o valor da parcela ao mês

Essa forma considera somente o valor a cada mês da parcela e não o valor total da compra, veja:

Com o mesmo exemplo acima, se você tem um limite de R$ 1.000 e faz a compra de R$ 500 em 10x de R$ 50, o seu limite considera somente o valor da parcela, ou seja, R$ 50.

Seu novo limite será de R$ 950. Esse limite será considerado até a última parcela. Essa maneira é mais arriscada, pois você pode perder o controle e se comprometer a longo prazo. Esse modo de parcelamento é mais utilizada em lojas que têm o próprio cartão (Private Label).

Para saber qual critério seu cartão de crédito usa, consulte sua fatura ou se informe com a Central de Atendimento.

Como saber o meu limite?

Para saber qual o limite do seu cartão de crédito, basta olhar na fatura, que deve apontar o valor máximo para gastos. Se caso não achar essa informação, pode entrar em contato com o banco emissor pelos telefones.

Como aumentar meu limite?

Se você teve um aumento, trocou de trabalho ou teve uma renda a mais e pretende aumentar seu limite, pode usar esses “comprovantes” como argumento com o banco.

Você pode pedir o aumento pela Central de Atendimento. Ou como alguns cartões possibilitam, pelo próprio aplicativo. Você faz uma proposta com o valor que deseja e espera a análise da financeira.

Em alguns casos, o próprio banco atualiza o limite do cartão, seja pelos gastos que aumentaram ou por simples atualização de renda.

Outra maneira de fazer uma compra maior, é pedir uma “análise emergencial de crédito”. Essa avaliação determina se uma compra em especial, que ultrapasse o valor disponível do cartão, será aprovada.

Esse serviço pode cobrar juros ou um valor diferente, que virá descontada nas próximas faturas. Para contratar, basta entrar em contato com o banco emissor do cartão.

Vale a pena o parcelamento com cartão?

Parou para pensar que quando você soma todos os pequenos parcelamentos que vão se acumulando, muitas vezes a quantia compromete mais do que você realmente consegue pagar todo o mês? E nas consequências dessa atitude?

Os especialistas alertam que a prática de sempre parcelar as compras pode ser uma armadilha. Porque abusar dos parcelamentos é sempre uma via rápida para o descontrole. O consumidor acaba não avaliando se ele realmente tem necessidade daquele produto e como ficará sua situação financeira futura ao comprá-lo.

A circunstância de descontrole é realmente séria. Uma pesquisa do Banco Central aponta que mais de 50% das vendas são a prazo. Isto é, o mês começa e a sua fatura do cartão de crédito já está comprometida com gastos passados. Com atraso no pagamento do cartão ou até mesmo inadimplência, os juros passam a somar o valor total, virando uma bola de neve.

Tudo deve ser muito bem pensado por você. Incluindo gastos não planejados, como um carro que quebra ou reparos inesperados na casa e despesas com farmácia.

O parcelamento como dito, compromete o mês que ainda nem começou, por isso tome cuidado para evitar a negativação ou pagamento de juros com o atraso do pagamento da fatura do cartão de crédito.

Parcelamento da fatura

Se você se vê apertado e dessa vez não vai conseguir de jeito nenhum pagar a fatura do cartão, pode optar por parcelá-la. Mas fique atento aos juros cobrados pelo serviço, e se outro tipo de crédito não vale mais a pena, como o empréstimo pessoal.

Entre o rotativo e o parcelamento da fatura, a segunda opção pode sair mais em conta. Os  juros mensais são menores. Mas, procure não atrasar o pagamento das parcelas, fazendo a dívida inflar ainda mais e a bola de neve ficar incontrolável.

Como contratar o parcelamento da fatura?

Para fazer o parcelamento da fatura, basta pagar a parcela referente em quantidade de vezes que você deseja. Normalmente, essas parcelas vêm descritas na própria fatura, em até 24x.

Por exemplo: se você quer pagar a fatura em 10x, pague o valor referente a essa parcela. Se quiser em 12x, pague o valor referente a essa parcela, e assim por diante.

Acompanhe seu cartão

parcelamento-com-o-cartão-de-crédito

Tenha seus gastos sob controle! Você pode ter ajuda da sua fatura, já que ela mostra todos os seus gastos e datas. Mas, você pode ter uma ferramenta e que ajuda muito: o aplicativo do cartão de crédito.

A maioria dos cartões já tem essa facilidade. Você acompanha todas suas compras em tempo real. Toda vez que precisar, tem a mão os seus gastos, para não se perder e se endividar.

Além da fatura, você encontra demais serviços que são uma “mão na roda”. Saber o melhor dia para compras, juros cobrados por atraso, segunda via ou código de barras da fatura para pagar online e, em alguns casos, até atendimento online.

Como funciona os cartões por aplicativo

Alguns cartões de crédito têm aplicativos no lugar dos bancos. Assim, você não precisa nem sair de casa, tanto para solicitar, como para ter acesso a todos os serviços.

Os casos mais famosos de cartões que são administrados por aplicativo são:

Esses aplicativos ajudam muito na hora das compras, mantendo o cliente bem informado dos seus gastos. Além de ter acesso a qualquer momento a suas faturas antigas e atuais, atendimento exclusivo pelo App e muitos outros serviços gratuitamente.

Basta baixar o aplicativo do seu cartão de crédito no celular, pela loja de aplicativos. Depois, informe os dados do cartão, crie uma senha de acesso e pronto!

Escolha o que é melhor para você!

parcelamento-com-o-cartão-de-crédito

Agora que você já sabe como funciona o parcelamento com cartão de crédito e até da fatura, fique atento! É importante sempre ver todas as opções que você tem, pesquise e procure os preços mais em conta. Se o dinheiro apertar e as dívidas forem inevitáveis, procure o melhor meio de crédito para se manter em dia, parcelando ou mesmo um empréstimo que cobre juros menores.

Qualquer dúvida que você ainda tiver sobre o parcelamento com cartão de crédito, deixe aqui embaixo nos comentários e até a próxima,

Leonardo Jacomini da Foregon.

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...