Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Score Baixo: O que está Diminuindo Minha Pontuação?

Escrito por 

Atualizado em 
Revisado por Guilherme Dorneles
Editado por Maristela Coimbra
Dados verificados

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

Já falamos aqui no blog da Foregon que o score de crédito é uma pontuação de 0 a 1.000 que mede a sua capacidade de pagar as de contas em dia e movimentar seu dinheiro de forma segura e previsível.

Quando você fica com o score abaixo de 500, significa que seus últimos movimentos financeiros foram átipicos ou representam alguma dificuldade em pagar suas contas.

Pode ter sido a reprovação de um pedido de empréstimo, uma dívida que foi negativada, ou até mesmo o simples fato de você ter pedido vários cartões em um período curto de tempo.

Hoje você vai entender quais comportamentos podem diminuir o seu score e como você pode remediar isso.

PS.: Se você ainda não sabe qual é a sua pontuação, você pode consultar o seu score de crédito pelo nosso site de forma gratuita:

Você encontra nesse artigo:

O que é score de crédito?

O score é uma pontuação calculada pelos birôs de crédito de acordo com o comportamento financeiro dos consumidores. Essa pontuação vai de 0 a 1.000 e funciona como um indicativo de bons ou maus pagadores no mercado. Dessa maneira, quanto maior o score, mais saudável é a vida financeira da pessoa.

Quem consulta o score dos consumidores são bancos, instituições financeiras e empresas que oferecem crédito no mercado. Essa consulta é feita para entender qual o risco de inadimplência de uma pessoa.

Um exemplo disso é na solicitação de empréstimo, em que o banco pode aprovar ou não o crédito para você, e o score é um dos fatores que influenciam nessa decisão.

Score Simplificado é na Foregon!

Monitore seu CPF e proteja seu nome contra fraudes.

Consultar meu Score
⭐⭐⭐⭐⭐ + 2.848.551 pessoas já consultaram

O que significa ter score baixo?

Se a sua pontuação está entre 0 e 300, isso significa que o seu score é baixo. Essa pontuação é considerada ruim pelos birôs de crédito, bancos e instituições financeiras e dificulta que você tenha crédito aprovado.

Mesmo que consiga ser aprovado em um produto ou serviço financeiro nesta faixa de risco, o score baixo pode influenciar negativamente nas condições oferecidas para você. Confira abaixo:

  • No caso de empréstimo: mesmo que você consiga aprovação em empréstimo com uma pontuação baixa, o valor ofertado pode ser menor, com parcelas e juros mais altos do que o empréstimo para pessoas com score alto;
  • No caso de cartão de crédito: se aprovado em um cartão, o limite provavelmente será bem mais baixo que o limite de crédito oferecido para pessoas com pontuação alta;
  • No caso de financiamento: o banco costuma oferecer juros maiores para quem tem score baixo. Além disso, as parcelas podem ser maiores.

Vale ressaltar que ter um score baixo representa que o consumidor não tem uma vida financeira saudável e pode até estar negativado.

Uma pontuação entre 400 e 500, apesar de ser regular, também pode ser considerada baixa no mercado financeiro.

7 motivos que derrubam seu score

Existem diversos motivos para que a sua pontuação de score caia. Abaixo citaremos os seis principais e o que fazer para aumentar o score de crédito de forma descomplicada.

Algumas dessas ações são mais simples e você pode começar hoje mesmo, outras já precisam de um planejamento. No entanto, é importante ter em mente que o seu score é a forma que o mercado financeiro te enxerga e essa reputação é muito importante.

1. Nome "sujo"

Se você está negativado e tem dívidas não negociadas, essa pode ser a primeira resposta para seu score baixo. Os bancos consultam essas informações para saber se podem confiar em você na hora do pagamento. Afinal, as dívidas são vistas pelo mercado como um descontrole financeiro do consumidor.

Aumentar seu score estando com dívidas negativadas é praticamente impossível. Portanto, procure uma forma de renegociá-las. Dependendo do tempo que você está devendo, o desconto pode ser ainda maior.

Existem duas formas de quitar sua dívida. Você pode falar diretamente com a empresa para qual você deve e pedir um acordo que seja vantajoso para ambas as partes ou renegociá-las por meio dos feirões limpa nome, oferecidos anualmente pelos birôs de crédito.

Independentemente da forma que você for renegociar, lembre-se de que o acordo deve caber no seu orçamento para evitar o risco de você não conseguir arcar com as parcelas no futuro. Se decidir pagar à vista, o desconto será ainda maior.

2. Pouca movimentação bancária

Nós recebemos muitas dúvidas dos nossos usuários que não têm nome sujo, mas que estão com o score baixo. É importante dizer que as dívidas não são o único fator de análise para compor a sua pontuação.

Pessoas que não fazem movimentações bancárias basicamente "não existem" para as instituições financeiras. Quanto mais informações sobre seu perfil financeiro você disponibilizar, mais assertivo será o cálculo do seu score.

Portanto, não basta apenas ter o nome limpo, é importante que você registre contas em seu nome, como água, luz e internet, e pague-as em dia. Assim, você estará fornecendo informações sobre seu comportamento de pagamentos.

Outra dica é buscar fazer movimentações na sua conta, isso envolve registrar o pagamento de contas no débito automático, realizar transferências, Pix, dentre outros serviços financeiros.

3. Atraso de contas

O atraso de contas é muito prejudicial para o seu score de crédito, já que a pontualidade nos pagamentos é um dos principais fatores considerados pelos birôs no momento da definição da pontuação.

Portanto, evite atrasar o pagamento das suas contas, sejam boletos de consumo, de empréstimos, faturas de cartão de crédito ou financiamentos.

Uma dica interessante é mudar as datas de vencimento de todas as suas contas para o mesmo dia do mês. Assim, você paga todas elas no mesmo dia e evita esses atrasos. Também é interessante registrar essas contas no débito automático para que elas sejam pagas automaticamente antes da data de vencimento.

4. Muitas solicitações de crédito

Se você já solicitou um produto ou serviço financeiro e foi recusado, provavelmente já deve ter visto ou ouvido a seguinte mensagem: "faça uma nova solicitação daqui três meses". Esse é o tempo mínimo que você deve esperar para solicitar crédito após uma recusa.

Isso acontece porque sempre que uma solicitação de crédito é recusada, o seu score pode diminuir. Ao fazer vários pedidos em um curto período de tempo, a sua pontuação cairá drasticamente.

Dito isto, o ideal é aguardar pelo menos três meses para fazer uma nova solicitação de cartão, empréstimo, financiamento ou até mesmo de aumento do limite do cartão de crédito.

5. Você não compra parcelado

Como o nome "score de crédito" já diz, trata-se de uma pontuação baseada nos seus hábitos em relação ao crédito. Quando você só faz pagamentos à vista, essas informações não podem ser acessadas pelos birôs e por isso não constam na composição do score.

Fazer compras parceladas é uma ótima opção para fornecer mais dados sobre você para a composição do score. Você pode utilizar um cartão de crédito ou até mesmo o crediário. Contudo, lembre-se de pagar as parcelas em dia.

6. Dados desatualizados

Manter seus dados sempre atualizados nos birôs de crédito ajuda você a aumentar o score e a conseguir crédito com mais facilidade em bancos, financeiras, seguradoras e administradoras de cartão de crédito.

Isso porque quanto mais completas forem suas informações cadastrais (como endereço, renda, telefone, e-mail), mais confiável será seu cadastro e isso é muito bom para a definição do seu score.

Você pode realizar a atualização de seus dados diretamente nos sites dos principais birôs de crédito do país, como o Boa Vista e Serasa.

Alguns birôs de crédito oferecem também a opção de adicionar suas contas bancárias ao cadastro interno da empresa. Assim, seu comportamento interno no banco também poderá ser levado em consideração para aumento do score.

7. Atualização de critérios de score

Embora seja raro, os birôs podem atualizar os critérios de avaliação que usam para dar uma nota ao seu score. Isso aconteceu, por exemplo, em junho de 2021, quando o Serasa alterou peso do pagamento de crédito para a formação da nota de 13,9%, no modelo anterior, para 43,6%.

Neste caso, a alteração do seu score não tem a ver com algum comportamento financeiro seu, mas sim, com a política de avaliação do birô. É importante ficar por dentro destas atualizações para sempre aumentar sua nota de acordo com os novos critérios.

Consequências de ter o score baixo

Dificuldade de aprovação para produtos e serviços financeiros

Quem tem o score de crédito baixo possui maior dificuldade de aprovação ao solicitar produtos e serviços financeiros. No entanto, apesar dos bancos e instituições financeiras entendem que suas chances de ficar inadimplente são maiores, existem algumas opções de cartões de crédito para score baixo.

Limite e categoria do cartão de crédito

Mesmo que você consiga um cartão de crédito tendo o score baixo, é muito provável que você só seja aceito em cartões mais básicos, sem muitos benefícios. Além disso, o limite do seu cartão pode ser mais baixo por conta da sua pontuação.

Taxas de juros em empréstimos e financiamentos

As taxas de juros de empréstimos e financiamentos costumam ser maiores para quem possui uma pontuação baixa. Mesmo que você consiga aprovação com sua pontuação, as condições oferecidas pelo banco podem não ser tão atrativas como as oferecidas para os consumidores que têm um bom score.

Ao contratar um empréstimo com score baixo, por exemplo, o banco provavelmente vai oferecer um prazo menor para pagamento e juros maiores.

Seguros também podem ser negados

Pouca gente sabe, mas o score baixo pode dificultar até que o consumidor consiga locar um imóvel. Atualmente, existe o seguro fiança, uma opção para quem quer alugar, mas não tem outras garantias, como fiador, por exemplo.

Com o seguro fiança você paga uma quantia por mês e não precisa apresentar outras garantias para locar um imóvel. Porém, se a sua pontuação é baixa, o seguro pode não ser aprovado pela seguradora.

Outras opções também entram nessa lista, como o seguro prestamista, que quita a dívida de um empréstimo ou financiamento em caso de morte ou desemprego do titular.

8 melhores formas de recuperar seu score

Conquistar uma boa pontuação é um dos passos mais importantes para voltar a ter controle de suas finanças e ter facilidade na aprovação de crédito. Confira abaixo algumas dicas sobre como aumentar o score:

1. Contas em seu nome e compras parceladas

Para elevar seu score de crédito, é fundamental ter contas financeiras em seu nome e optar por compras parceladas. Quando você mantém um histórico de pagamentos consistente com cartões de crédito, financiamentos ou empréstimos pessoais, demonstra sua habilidade de administrar crédito de maneira responsável.

Além disso, compras parceladas são especialmente valiosas para o seu histórico de crédito, pois transações à vista ou no débito não são contabilizadas no cálculo do score. Por isso, se deseja realmente melhorar seu score, priorize os pagamentos através do cartão de crédito.

2. Pague suas contas em dia

Pagar suas contas em dia é crucial para aumentar seu score de crédito. Isso inclui todas as obrigações financeiras, como contas de água, luz, telefone, aluguel, entre outras. Manter um histórico de pagamentos pontuais reforça para os credores sua responsabilidade e confiabilidade como consumidor.

Atrasos nos pagamentos podem impactar seu score de forma negativa, uma vez que as empresas credores podem negativar o seu nome nos birôs de crédito e "sujar" o seu nome. Assim, é essencial desenvolver o hábito de quitar suas contas até a data de vencimento.

Caso encontre dificuldades para lembrar-se das datas de vencimento ou manter a regularidade dos pagamentos, considere configurar alertas de pagamento ou utilizar aplicativos financeiros que o ajudem a organizar suas finanças de forma eficiente.

3. Negocie e quite suas dívidas

Se você possui dívidas pendentes ou contas em atraso, é essencial negociar essas dívidas diretamente com os credores.

Frequentemente, as instituições financeiras estão dispostas a colaborar com você para encontrar soluções viáveis, como parcelamentos ou descontos, facilitando a quitação das dívidas pendentes.

Ao negociar e quitar suas dívidas, você demonstra seu compromisso em resolver suas obrigações financeiras, o que pode levar a uma melhoria significativa no seu score de CPF.

Certifique-se de que todos os acordos de pagamento sejam documentados por escrito, evitando possíveis mal-entendidos no futuro. Lembre-se também de que, mesmo após a negociação das dívidas, pode levar algum tempo até que os registros negativos sejam atualizados em seu histórico de crédito.

4. Evite solicitações excessivas de crédito

Solicitar crédito com frequência pode prejudicar seu score de crédito. Isso ocorre porque cada solicitação resulta em uma consulta ao seu histórico através do CPF, que é visível para outras instituições financeiras. Essas consultas podem indicar uma busca urgente por crédito, gerando preocupações sobre sua saúde financeira.

Após uma solicitação de crédito reprovada, é recomendável esperar pelo menos três meses antes de tentar novamente. Para manter um score saudável, evite pedidos excessivos ou indiscriminados de crédito. Em vez disso, planeje cuidadosamente suas necessidades de crédito adicional.

5. Limpeza do Histórico de Consultas

Caso o seu histórico de consultas esteja muito poluído, ou seja, várias empresas e setores têm consultado o seu CPF para entender se você é bom ou mau pagador, saiba que é possível apagar esse "mau histórico" e começar limpinho, do zero.

A limpeza de histórico de consultas remove as buscas realizadas por instituições financeiras em seu nome durante análises de crédito. Veja em nosso conteúdo detalhado como você pode fazer essa limpeza.

Entretanto, cuidado! Uma limpeza dessas não deixa nenhuma informação para trás, ou seja, se você tiver um bom histórico, não faça sua limpeza. Mantenha as informações boas à vista para todos verem sua boa reputação.

Consulte seu Score de Crédito

No nosso site, você consulta o seu score de crédito gratuitamente e de forma segura. Além disso, tem a possibilidade de acompanhar todas as movimentações do seu score e entender o que afeta sua pontuação.

Consulte seu CPF e receba as melhores ofertas!

Monitore seu CPF e proteja seu nome contra fraudes.

Consultar meu CPF
⭐⭐⭐⭐⭐ + 2.848.551 pessoas já consultaram

Compartilhe

Escrito por:

Nara Lima
UX Writer

Formada em Publicidade e Propaganda pela UniFAI, a Nara trabalha com redação profissional desde 2019. Além disso, já trabalhou com atendimento ao público e fez pesquisas para o governo pelo IBGE, aprendizados que leva hoje para sua escrita focada na experiência do usuário da Foregon.