Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Score baixo e 6 causas que Diminuem sua Pontuação

Leonardo JacominiPublicado em

Ter o score baixo é algo que pode prejudicá-lo na hora de solicitar um cartão de crédito, empréstimo ou outros produtos financeiros. Mas você sabe o que causa a pontuação baixa do CPF? Neste artigo vamos explicar quais os hábitos que podem diminuir o score e ainda dar algumas dicas de como aumentá-lo.

Antes de mais nada, é importante que você saiba da existência de alguns mitos que envolvem a pontuação de score de crédito:

  • Seu score baixo não te impede de tirar documentos, como visto e passaporte;
  • Colocar CPF na Nota Fiscal não aumenta seu score;
  • Ter uma renda mais alta não influencia na sua pontuação de score;
  • Pagar sua dívida não faz seu score aumentar no mesmo momento, tenha paciência;
  • Não existem aplicativos capazes de aumentar o seu score e as empresas que cobram por esses serviços podem estar aplicando um golpe.

Você encontra nesse artigo:

O que é score de crédito?

O score é uma pontuação calculada pelos birôs de crédito de acordo com o comportamento financeiro dos consumidores. Essa pontuação vai de 0 a 1.000 e funciona como um indicativo de bons ou maus pagadores no mercado. Dessa maneira, quanto maior o score, mais saudável é a vida financeira da pessoa.

Quem consulta o score dos consumidores são bancos, instituições financeiras e empresas que oferecem crédito no mercado. Essa consulta é feita para entender qual o risco de inadimplência de uma pessoa.

Um exemplo disso é na solicitação de empréstimo, em que o banco pode aprovar ou não o crédito para você, e o score é um dos fatores que influenciam nessa decisão.

O que significa ter score baixo?

Se a sua pontuação está entre 0 e 300, isso significa que o seu score é baixo. Essa pontuação é considerada ruim pelos birôs de crédito, bancos e instituições financeiras e dificulta que você tenha crédito aprovado.

Mesmo que consiga ser aprovado em um produto ou serviço financeiro nesta faixa de risco, o score baixo pode influenciar negativamente nas condições oferecidas para você. Confira abaixo:

  • No caso de empréstimo: mesmo que você consiga aprovação em empréstimo com o score baixo, o valor ofertado pode ser menor, com parcelas e juros mais altos do que o empréstimo para pessoas com score alto;
  • No caso de cartão de crédito: se aprovado em um cartão, o limite provavelmente será bem mais baixo que o limite de crédito oferecido para pessoas com score alto;
  • No caso de financiamento: o banco costuma oferecer juros maiores para quem tem score baixo. Além disso, as parcelas podem ser maiores.

Vale ressaltar que ter um score baixo representa que o consumidor não tem uma vida financeira saudável e pode até estar negativado.

Uma pontuação entre 400 e 500, apesar de ser regular, também pode ser considerada baixa no mercado financeiro.

6 motivos que derrubam seu score e como aumentá-lo

Existem diversos motivos para que a sua pontuação de score caia. Abaixo citaremos os seis principais e o que fazer para aumentar o score de crédito de forma descomplicada.

Algumas dessas ações são mais simples e você pode começar hoje mesmo, outras já precisam de um planejamento. No entanto, é importante ter em mente que o seu score é a forma que o mercado financeiro te enxerga e essa reputação é muito importante.

1. Nome "sujo"

Se você está negativado e tem dívidas não negociadas, essa pode ser a primeira resposta para seu score baixo. Os bancos consultam essas informações para saber se podem confiar em você na hora do pagamento. Afinal, as dívidas são vistas pelo mercado como um descontrole financeiro do consumidor.

Aumentar seu score estando com dívidas negativadas é praticamente impossível. Portanto, procure uma forma de renegociá-las. Dependendo do tempo que você está devendo, o desconto pode ser ainda maior.

Existem duas formas de quitar sua dívida. Você pode falar diretamente com a empresa para qual você deve e pedir um acordo que seja vantajoso para ambas as partes ou renegociá-las por meio dos feirões limpa nome, oferecidos anualmente pelos birôs de crédito.

Independentemente da forma que você for renegociar, lembre-se de que o acordo deve caber no seu orçamento para evitar o risco de você não conseguir arcar com as parcelas no futuro. Se decidir pagar à vista, o desconto será ainda maior.

2. Pouca movimentação bancária

Nós recebemos muitas dúvidas dos nossos usuários que não têm nome sujo, mas que estão com o score baixo. É importante dizer que as dívidas não são o único fator de análise para compor a sua pontuação.

Pessoas que não fazem movimentações bancárias basicamente "não existem" para as instituições financeiras. Quanto mais informações sobre seu perfil financeiro você disponibilizar, mais assertivo será o cálculo do seu score.

Portanto, não basta apenas ter o nome limpo, é importante que você registre contas em seu nome, como água, luz e internet, e pague-as em dia. Assim, você estará fornecendo informações sobre seu comportamento de pagamentos.

Outra dica é buscar fazer movimentações na sua conta, isso envolve registrar o pagamento de contas no débito automático, realizar transferências, Pix, dentre outros serviços financeiros.

3. Atraso de contas

O atraso de contas é muito prejudicial para o seu score de crédito, já que a pontualidade nos pagamentos é um dos principais fatores considerados pelos birôs no momento da definição da pontuação.

Portanto, evite atrasar o pagamento das suas contas, sejam boletos de consumo, de empréstimos, faturas de cartão de crédito ou financiamentos.

Uma dica interessante é mudar as datas de vencimento de todas as suas contas para o mesmo dia do mês. Assim, você paga todas elas no mesmo dia e evita esses atrasos. Também é interessante registrar essas contas no débito automático para que elas sejam pagas automaticamente antes da data de vencimento.

4. Muitas solicitações de crédito

Se você já solicitou um produto ou serviço financeiro e foi recusado, provavelmente já deve ter visto ou ouvido a seguinte mensagem: "faça uma nova solicitação daqui três meses". Esse é o tempo mínimo que você deve esperar para solicitar crédito após uma recusa.

Isso acontece porque sempre que uma solicitação de crédito é recusada, o seu score pode diminuir. Ao fazer vários pedidos em um curto período de tempo, a sua pontuação cairá drasticamente.

Dito isto, o ideal é aguardar pelo menos três meses para fazer uma nova solicitação de cartão, empréstimo, financiamento ou até mesmo de aumento do limite do cartão de crédito.

5. Você não compra parcelado

Como o nome "score de crédito" já diz, trata-se de uma pontuação baseada nos seus hábitos em relação ao crédito. Quando você só faz pagamentos à vista, essas informações não podem ser acessadas pelos birôs e por isso não constam na composição do score.

Fazer compras parceladas é uma ótima opção para fornecer mais dados sobre você para a composição do score. Você pode utilizar um cartão de crédito ou até mesmo o crediário. Contudo, lembre-se de pagar as parcelas em dia.

6. Dados desatualizados

Manter seus dados sempre atualizados nos birôs de crédito ajuda você a aumentar o score e a conseguir crédito com mais facilidade em bancos, financeiras, seguradoras e administradoras de cartão de crédito.

Isso porque quanto mais completas forem suas informações cadastrais (como endereço, renda, telefone, e-mail), mais confiável será seu cadastro e isso é muito bom para a definição do seu score.

Você pode realizar a atualização de seus dados diretamente nos sites dos principais birôs de crédito do país, como o Boa Vista e Serasa.

Alguns birôs de crédito oferecem também a opção de adicionar suas contas bancárias ao cadastro interno da empresa. Assim, seu comportamento interno no banco também poderá ser levado em consideração para aumento do score.

Consequências de ter o score baixo

Dificuldade de aprovação para produtos e serviços financeiros

Quem tem o score de crédito baixo possui maior dificuldade de aprovação ao solicitar produtos e serviços financeiros. No entanto, apesar dos bancos e instituições financeiras entendem que suas chances de ficar inadimplente são maiores, existem algumas opções de cartões de crédito para score baixo.

Limite e categoria do cartão de crédito

Mesmo que você consiga um cartão de crédito tendo o score baixo, é muito provável que você só seja aceito em cartões mais básicos, sem muitos benefícios. Além disso, o limite do seu cartão pode ser mais baixo por conta do seu score.

Taxas de juros em empréstimos e financiamentos

As taxas de juros de empréstimos e financiamentos costumam ser maiores para quem possui score baixo. Mesmo que você consiga aprovação com sua pontuação, as condições oferecidas pelo banco podem não ser tão atrativas como as oferecidas para os consumidores que têm um bom score.

Ao contratar um empréstimo com score baixo, por exemplo, o banco provavelmente vai oferecer um prazo menor para pagamento e juros maiores.

Seguros também podem ser negados

Pouca gente sabe, mas o score baixo pode dificultar até que o consumidor consiga locar um imóvel. Atualmente, existe o seguro fiança, uma opção para quem quer alugar, mas não tem outras garantias, como fiador, por exemplo.

Com o seguro fiança você paga uma quantia por mês e não precisa apresentar outras garantias para locar um imóvel. Porém, se o seu score é baixo, o seguro pode não ser aprovado pela seguradora.

Outras opções também entram nessa lista, como o seguro prestamista, que quita a dívida de um empréstimo ou financiamento em caso de morte ou desemprego do titular.

Como consultar meu score?

No site da Foregon você consulta o seu score de crédito gratuitamente e de forma segura. Além disso, recebe indicações dos produtos e serviços financeiros que mais combinam com seu perfil de crédito.

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Como aumentar meu score?

Conquistar uma boa pontuação de score é um dos passos mais importantes para voltar a ter controle de suas finanças e ter facilidade na aprovação de crédito. Confira abaixo algumas dicas sobre como aumentar o score:

1. Tenha contas em seu nome e faça compras parceladas

Sua pontuação é definida de acordo com seu histórico financeiro. Quem não tem contas registradas no nome ou não faz compras no crédito não fornece essas informações para o mercado definir seu score.

Por isso, se as contas de consumo da sua casa (água, luz, internet, telefone ou outras) ainda não estiverem em seu nome, faça a transferência e pague todas elas sempre em dia.

Além disso, procure fazer compras parceladas no cartão de crédito e crediário. Esse tipo de pagamento de crédito é um dos fatores levados em consideração na composição do score.

2. pague suas dívidas e limpe seu nome

O primeiro passo para destravar sua pontuação é sair das dívidas. Faça uma negociação com a empresa que você deve até chegar a um acordo bom para ambas as partes. Com o nome limpo, seu score voltará a subir.

3. Atualize seus dados

Os dados fornecidos por você nos sites dos birôs de crédito são utilizados para compor sua pontuação de score. Por isso, é importante que eles estejam sempre atualizados, principalmente a renda.

Descomplicamos?

Como vimos até aqui, aumentar o score é uma tarefa que só depende de você e dos seus bons hábitos financeiros. Portanto, é importante adotar essas dicas no seu dia a dia para que, além de ter uma vida financeira melhor, você também possa ser aprovado nos melhores produtos e serviços financeiros.

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Leonardo Jacomini

Jornalista, produtor de conteúdo e apresentador. Filme ou série, série ou filme? Aliás, tem os livros também! Escolho do nada e embarco em cada história. Amo escrever sobre finanças ou coisas que ajudem as pessoas, mas a área de vídeo é onde me sinto plenamente em casa. - Fez parte do time Foregon de 2017 a 2020 -

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Como Saber se meu Nome Está no SPC?

Nome limpo ou sujo? Consulte o seu CPF e descubra!

Desendivida Santander: soluções de crédito para você

Consolidação de dívidas: conheça e veja como unificar suas pendências

Empréstimos Caixa: conheça todas as modalidades

Empréstimos Itaú: conheça todas as modalidades

Como renegociar dívidas com a Caixa

Como renegociar dívidas com o Nubank