Foregon.comConteúdos

    BIN: o que significa os números do seu cartão de crédito

    Por Luma HolandaPublicado em
    Compartilhe

    Você já parou para pensar o que significa os números impressos no seu cartão de crédito? Nenhum cartão é igual ao outro e, desta forma, as administradoras conseguem identificar os dados dos usuários e efetuar as operações realizadas por eles. Uma das formas de identificação é o número BIN e, neste artigo, iremos falar o que ele significa e qual a sua relevância.

    O que significa BIN?

    A sigla BIN vem do termo Bank Indetification Number que, traduzido, significa número de identificação bancária. O termo Issuer Identification Number ou INN (Número de Identificação de Emissor também tornou-se comum quando as instituições financeiras surgiram.

    Não tem segredo para entender como o BIN é formulado. Ele é composto pelos primeiros 6 números do cartão de crédito. Os demais números servem para identificar a conta individual vinculada ao cartão, enquanto o último número funciona como um dígito verificador, que serve como uma medida de verificação e segurança.

    Imperdível
    Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
    Ver cartão
    Encerra em 16:20

    Se você conectar os outros números do cartão em uma determinada fórmula matemática, chamada de algorítimo de Luhn, você pode encontrar o dígito verificador. Desta forma, se o usuário não encontra o mesmo dígito, significa que o número daquele cartão não é válido.

    Como entender o BIN e as informações do cartão

    Engana-se quem pensa que os números impressos no cartão de crédito não possuem significados. Se você souber analisar, verá que cada número significa algo. O primeiro dígito do BIN ou INN, por exemplo, indica o Identificador da Indústria Principal, portanto, aponta de qual setor vem a instituição emissora.

    • Cartões iniciados com o número 1 ou 2: o emissor é uma companhia aérea;
    • Cartões iniciados com o número 3: o emissor é indústria de viagens e entretenimento;
    • Cartões iniciados com os números 4 e 5: o emissor é uma instituição financeira;
    • Cartões iniciados com o número 6: o emissor é um banco ou um comerciante;
    • Cartões iniciados com o número 7: o emissor é uma indústria de petróleo;
    • Cartões iniciados com o número 8: o emissor é da área de telecomunicações;
    • Cartões iniciados com os números 9 ou 0: são outros emissores, incluindo governos.

    Os outros cinco números já identificam a instituição específica responsável pela emissão do cartão, que pode ter apenas um BIN ou IIIN, como também pode ter uma série.

    Cartões emitidos por uma grande instituição, costumam compartilhar alguns dígitos no início da série de números: cartão da marca Visa sempre começam com o número 4. Já os cartões da Mastercard começam com um número entre 51 e 55. Enquanto os cartões American Express começam com 34 ou 37.

    Entendeu o que é o BIN?

    As possibilidades e variações são muitas e cada instituição usa esses dados conforme suas necessidades e categorias. E você, já sabia o que significa a série de números do cartão de crédito? Se depois de ler o nosso artigo, você ainda tiver alguma pergunta, comenta aqui embaixo que nós tiramos a sua dúvida.

    Esperamos ter descomplicado. Até a próxima!

    Gostou? Deixe seu curtir
    Compartilhe nas suas redes sociais

    Luma Holanda

    Jornalista e Analista de Marketing, é Redatora na Foregon. Gosta de escrever sobre dicas financeiras e, no seu tempo livre, costuma assistir filmes e séries.

    Ver todos os posts

    Leia a seguir

    • Dicas financeiras

      O que é o Estatuto do Idoso? Conheça os principais direitos

    • Dicas financeiras

      Entenda os 7 princípios mais importantes da contabilidade

    • Dicas financeiras

      Conheça o Exame de Suficiência do CFC

    • Dicas financeiras

      Benefício do INSS negado? Veja como entrar com um recurso

    Ver mais conteúdos

    Veja o que estão comentando

    Principais conteúdos

    Principais assuntos

    1. Home
    2. Conteúdo
    3. Dicas financeiras