Cartão de crédito emprestado, cuidado

Seja por nome negativado ou até mesmo pelo limite baixo, muitas pessoas recorrem ao cartão de crédito emprestado. Você disponibilizaria o seu? Se a resposta for sim, tome cuidado, pois sua decisão pode te dar dores de cabeça.

Para quem? Essa é a primeira questão a ser pensada. Geralmente, você pode se deparar com esse pedido vindo de familiares e amigos. É preciso ter muita confiança na pessoa que pedir o cartão de crédito emprestado. Isso porque se o dinheiro não for pago, é você que terá de arcar com a despesas do cartão.

Fique atento! As administradoras do cartão não cobrem o uso indevido dele. Ou seja, se caso acontecer algo com seu cartão e ele estiver em posse de outra pessoa, prejuízo na certa para você! E lembre-se, caso a pessoa parcele a compra, ela compromete o seu limite total.

Sua senha é pessoal e intransferível. Por este motivo, na prática, seu cartão não deveria ser emprestado de forma alguma. Mas se já emprestou, lembre-se de cobrar a pessoa da conta, afinal, é seu nome que está em jogo. Existem muitos relatos por aí de pessoas que se afundaram em dívidas após emprestar o cartão de crédito.

Veja a saída para emprestar o cartão de crédito a familiares

Tratando-se de familiares, a confiança pode ser maior. Mãe, pai, mulher ou filhos podem precisar de crédito na hora das compras e não possuir um cartão. Como resolver isso?

Neste caso, você tem a possibilidade de pedir um cartão de crédito adicional. Ele vem no nome da pessoa que irá usá-lo, com o benefício de controlar o limite que está vinculado ao do titular. Veja com o seu banco como solicitar o adicional, que em alguns casos não há cobrança de anuidade.

Olha nossa dica de hoje: Se você ainda não tem um cartão de crédito, que tal conhecer o Pan Visa Internacional? Com ele, você pode pedir também um cartão adicional e ter mais tranquilidade!

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários! Até a próxima.