Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Cobrança indevida no cartão de crédito: o que fazer?

Por Guilherme GadelhaPublicado em

Quando se trata de cartão de crédito, é comum encontrar pessoas que já tiveram algum tipo de cobrança indevida em sua fatura. Mas saiba que algumas medidas podem ser tomadas para contornar esse tipo de situação.

No entanto, muitas pessoas sentem dificuldade para perceber que estão sendo lesadas. Na maioria dos casos, essas cobranças são feitas em débito automático, o que dificulta ainda mais o reconhecimento de débitos indevidos.

Para saber o que fazer ao se deparar com esse tipo de problema, nós separamos algumas dicas que podem te ajudar em situações de cobrança impróprias.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O que é uma cobrança indevida?

Como o próprio nome diz, cobrança indevida é quando cobram algum valor que não devemos. Contudo, a maior dificuldade aqui é para encontrar as taxas relacionadas a ela. Nesses casos, é possível tomar medidas cabíveis de indenização.

Apesar dos erros de sistemas que acontecem constantemente, ainda é possível encontrar algumas taxas que não estavam previstas em contrato. Vale lembrar que em casos onde a fatura é paga, mas mesmo assim há cobranças de multas e juros, essa condição também se trata de cobrança indevida.

O que fazer quando receber uma cobrança indevida?

Ao se deparar com uma cobrança indevida, é fundamental que você entre em contato com a empresa responsável pelo débito. Nessas situações, é muito importante ter persistência para não desistir com tanta burocracia.

Para encontrar os canais de comunicação da empresa responsável, basta procurar pelo nome da mesma em mecanismos de busca como o Google, ou em redes sociais, como o Facebook.

A maioria das instituições costumam reconhecer os seus erros e compensar os seus clientes de alguma forma, como estornos, descontos e afins.

E quando a empresa não responde?

A maioria dos serviços prestados contam com uma agência governamental de regulamentação. Quando se trata de serviços bancários, as reclamações devem ser direcionadas ao site do Banco Central do Brasil. Confira como funciona o fluxo de reclamação:

  1. A reclamação é enviada ao Banco Central
  2. O Banco Central envia a reclamação à instituição financeira responsável.
  3. Após receber a reclamação, a instituição financeira tem até 10 dias úteis para responder o consumidor, com o Banco Central em cópia.

Com base na reclamação, o Banco Central toma algumas iniciativas, sendo elas:

  • Ações de fiscalização;
  • Melhoria da reclamação;
  • Ranking de instituições por índice de reclamações
  • Ações de educação financeira

É importante lembrarmos que o Banco Central não tem competência legal para atuar em casos individuais. Quando o SAC da instituição responsável não resolve o problema, apelar aos direitos do consumidor é a melhor alternativa.

Acionar o PROCON é o mais indicado para resolver esses casos. Você pode entrar em contato com ele pelo número 151. Lembrando que horário de funcionamento do mesmo é de segunda à sexta, das 8h às 17h.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Guilherme Gadelha

Publicitário e Redator na Foregon. Gosta do universo financeiro e tem a escrita como hobby e profissão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Tudo sobre o saque-aniversário do FGTS

Taxa CDI: guia completo

Tutorial, requisitos e obrigações para abrir MEI

Lomadee: veja como funciona a plataforma de marketing de afiliados

Saiba como emitir a segunda via da conta Vivo

Três formas de ganhar dinheiro com o App Clubhouse

Nota 200 reais: saiba como identificar uma cédula falsa

Nota de R$200: saiba tudo sobre

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras