Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Por que a cobrança do IOF aparece na fatura do cartão de crédito

Por Camila SilveiraPublicado em

Já encontrou a sigla IOF no aplicativo do seu banco ou na fatura do seu cartão? Pois bem, ela normalmente aparece quando nós realizamos saques, compras no exterior ou ultrapassamos o limite do cartão. Mas, afinal, você sabe qual é o valor desse imposto? Neste artigo, você vai aprender como descobrir e entender como ele é calculado para compras internacionais.

O que é IOF?

O IOF é a sigla usada para Imposto sobre Operações Financeiras, que representa um imposto pago por Pessoas Físicas e Jurídicas quando efetuam operações de crédito, câmbio, seguro ou operações de títulos e valores imobiliários.

Melhor dizendo, quando contratamos empréstimos, compramos dólares para viajar ou realizamos saques com o cartão de crédito, o IOF é cobrado. Esse imposto varia de acordo com o tipo e valor da operação financeira. Entenda detalhadamente e esclareça as suas dúvidas.

O Imposto sobre Operações Financeiras é uma fonte de arrecadação do Governo Federal, que também é utilizado como uma forma de controlar a economia do país.

Por meio dos dados coletados com as movimentações financeiras, são criados índices que funcionam como um "termômetro" da economia. Portanto, quanto mais IOF arrecadado, mais operações financeiras foram realizadas.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Por outro lado, é importante ressaltar que nem sempre um maior índice de IOF significa economia em crescimento, até porque ele também inclui movimentações como empréstimos.

Por que a cobrança do IOF aparece na fatura do cartão de crédito?

Antes, é importante entender que o IOF não é cobrado em compras de cartão de crédito, sejam elas parceladas ou não. Esse imposto só aparece na fatura quando o cliente realiza alguma ação que é qualificada como "operação financeira". Dependendo do contrato, no caso do cartão de crédito, o IOF aparecerá nas seguintes situações:

  • Atraso no pagamento da fatura;
  • Compras no exterior, inclusive pela internet;
  • Pagamento mínimo ou não pagar integralmente a fatura no período solicitado;
  • Financiamento da fatura do cartão de crédito;
  • Empréstimo por meio do cartão de crédito;
  • Compras acima do limite do cartão;
  • Saques no cartão de crédito.

Por que o IOF é cobrado em compras internacionais?

O IOF é cobrado em compras internacionais realizadas com o cartão de crédito porque elas são consideradas como operações financeiras, já que sofrem a incidência das taxas cambiais.

Qual o valor do IOF atualmente?

IOF para empréstimo e financiamento de 0,30% a 3,38%
IOF para cartão de crédito 6,38%
IOF para seguro até 25%
IOF para câmbio de moedas 1,1% sobre o total

Pessoas que usam o cartão de crédito para realizar compras internacionais, mesmo que de forma online, devem pagar o imposto de 6,38% sobre o valor da aquisição em real.

Como calcular o valor do IOF para compras internacionais?

Quem realiza aquisição de moeda em espécie, mais conhecido como "dinheiro vivo", deve pagar o IOF no valor de 1,1%.

Agora, no caso de compras internacionais com o cartão de crédito, para calcular o valor do IOF, é necessário, primeiramente, saber qual é a movimentação que você deseja realizar.

Por exemplo: se você fez uma compra internacional com o cartão de crédito no valor de R$ 1 mil, a alíquota de 6,38% irá incidir sobre o montante total de sua compra. Portanto, o IOF a ser pago será de R$ 63,80 e em sua fatura o valor que irá aparecer será de R$ 1.063,80.

É importante ressaltar que, além do IOF, as pessoas que gastam fora do país precisam verificar as taxas cambiais no momento de realizar as compras.

Conclusão

E aí, conseguimos esclarecer as dúvidas sobre a cobrança do IOF em compras internacionais? Esperamos que sim. Se você gostou do conteúdo, deixe a sua curtida ou o seu comentário aqui embaixo para nós e até a próxima!

Perguntas Frequentes

Quanto é o IOF em compra internacional?

Ao fazer compras internacionais com o cartão de crédito ou débito, você deve pagar uma taxa de 6,38% sobre o valor total da compra convertido em real.

Como não pagar IOF em compras no exterior?

Com um cartão pré-pago internacional, você consegue realizar compras no exterior sem pagar um IOF de 6,38% sobre o valor total da compra. Isso acontece porque, neste caso, não há a fatura de cartão e nem transação de câmbio no momento da compra. No entanto, é necessário pagar 0,38% de IOF para fazer a recarga do cartão.

Qual é o valor do IOF 2022?

Para compras internacionais com o cartão de crédito, o valor do IOF é de 6,38%; para compras e vendas de moedas estrangeiras, a alíquota é de 1,1% sobre o valor total; para empréstimos e financiamentos, o valor varia entre 0,38% e 3,38%; e em casos de operação de seguro, a taxa pode chegar até 25%.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

C6 Tag: saiba tudo sobre a tag de pedágio do C6 Bank

Por que você deve considerar ter um cartão que pontua por Real?

Milhas Aéreas: O que um iniciante precisa saber?

Como conseguir internet de graça? Saiba como se conectar

Saiba como ganhar dinheiro online rápido

Inflação hoje: entenda como o seu dinheiro é afetado

Golpe do CPF falso: conheça e saiba como se proteger

Conheça 10 cursos de finanças gratuitos para aprender a investir