Já ouviu falar de crédito rotativo? É bem provável que sim. Mas você sabe o que ele significa? É essencial entender o que é para fugir das altas taxas e manter a sua saúde financeira em dia.

O que é o crédito rotativo e como ele funciona

O crédito rotativo nada mais que é aquele valor mínimo da fatura do cartão de crédito que o banco disponibiliza nos casos onde o consumidor não possui o valor total para pagar a mesma, mas que ainda precisa continuar usando o cartão.

Para exemplificar melhor, o crédito rotativo é uma forma de empréstimo de emergência, bastante parecido com o cheque especial, no entanto, é importante lembrarmos que ele custa bem caro.

Apesar do valor alto, o banco faz uma análise para saber as condições de pagamento do cliente. Geralmente, ele só pode ser usado uma vez por mês, mas oferece ao consumidor a opção de pagar o valor total ou em parcelas quando preferir.

O crédito rotativo abaixa o valor total conforme é gasto e aumenta de acordo com o pagamento do valor usado. Para recuperá-lo é necessário fazer o pagamento de juros, impostos e encargos referente ao tempo que o usou.

Por que o crédito rotativo é perigoso?

Quando se trata de crédito rotativo, é fundamental saber que essa não é uma opção viável, visto que a taxa de juros é altíssima, podendo dobrar o valor da sua dívida. Você pode não saber, mas essa taxa de juros pode chegar a 300% ao ano.

Por isso, não esqueça de ter disciplina e fazer um bom uso do seu cartão.

Nova regra do crédito rotativo

Em 2018 as regras do crédito rotativo mudaram. Agora as cobranças desse tipo de juros estão limitadas a 30 dias para quem não paga o valor mínimo da fatura. Após este prazo, o consumidor poderá pagar a dívida inteira ou o banco será obrigado a parcelar o valor com um taxa de juros menor que a do crédito rotativo.

Pagamento mínimo

Com esta mudança do valor mínimo da fatura, os bancos têm mais liberdade para definir outro valor para abaixar o índice de inadimplência, ou até mesmo, acabar com as condições dessa taxa.

Outro ponto interessante sobre a norma aprovada pelo CMN é que agora os cliente que não tiverem condições de pagar o valor mínimo não precisarão mais arcar com a taxa de juros especial, maior que o cartão de crédito rotativo, que hoje gira em torno de 397% ao ano, mas juro de mora de 1% e multa de 2% ao mês.

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...