Como o banco aprova o cliente

Você já emprestou dinheiro a um familiar ou amigo? Você primeiro analisou a proposta que ele te fez e sabe se ele vai pagar ou não. Imagina então alguém que não te conhece e você pede dinheiro emprestado… Você sabe como o banco aprova o cliente?

Pois bem, assim funciona as instituições financeiras, elas precisam conhecer muito bem o cliente e se prevenir de calotes. Se você está à procura de um cartão de crédito, certamente tem dúvidas do procedimento que o banco faz para avaliar o seu perfil.

Conseguir um cartão pode não ser tão fácil se você já teve problemas em seu nome, por exemplo. Mas se você tem dúvida de qual cartão solicitar e aumentar suas chances de ser aprovado, nós separamos dicas para você.

Segundo cartão?

Se você teve sorte e já foi aprovado em um cartão, que tal pedir o segundo? Essa é a nossa dica para você que pretende dar uma organizada na sua vida financeira.

Um cartão você pode usar para compras do dia a dia, como supermercado, restaurante e padaria, por exemplo. Já o outro, para gastos com o veículo. Já falamos sobre isso aqui no blog, que tal conhecer 5 motivos para você ter o segundo cartão de crédito.

Quando você solicita um cartão ou um serviço de crédito, começa aí, a busca de “quem é você”. Primeiro de tudo o cliente fornece seus dados pessoais, permitindo que os bancos comecem à procura com um objetivo quase único: saber se o cliente poderá honrar seus pagamentos, e se há risco mínimo de calote.

Mas você está precisando muito de um cartão, seja por uma compra ou mesmo como muitas pessoas, está com o nome sujo, bate aquela dúvida: será que existe cartão com aprovação imediata?

Enfim, você já foi reprovado em algum pedido de cartão de crédito e não entendeu o porquê? Ou quer saber tudo antes de solicitar o seu? E aí, como o banco aprova o cliente?

Como o banco aprova? Entenda a análise:

Essa consulta começa pelos requisitos exigidos. Ou seja, os bancos analisam se você tem renda, se está tudo ok com seus documentos e comprovam onde você reside.

Posteriormente, a avaliação é feita sobre o cartão de crédito pretendido. Como por exemplo, se não vai comprometer sua renda e se ele corresponde ao seu perfil. Como limite, anuidade e renda mínima.

Ou se você não tem um cartão pré-definido, a instituição financeira, deve te oferecer um cartão que mais se assemelha aos seus gastos e que caiba nas suas finanças.

Órgãos de proteção ao crédito

Depois dessa pré-análise, é verificado se você tem pendências com à própria administradora ou outras instituições. Nessa etapa, entra no jogo os órgãos de proteção ao crédito, como SPC, SCPC Boa Vista e Serasa.

Essas empresas contém o histórico financeiro dos clientes e informam ao banco a situação de cada um. Se caso for constatado contas em atraso, por exemplo, as chances de conseguir um cartão de crédito começam a cair.

Histórico conta muito! Nessa busca é verificado se quem procura o cartão, paga suas contas em dia, se teve ou tem nome negativado e à rotatividade de crédito. Nesta etapa é onde muitas pessoas acabam sendo reprovadas.

Nome negativado representa, muitas vezes, que o cliente não irá conseguir honrar seus pagamentos. Por isso, acaba sendo recusado pelo banco. Caso não tenha o nome sujo, um histórico ruim pode ter contribuído para uma rejeição.

Se você não tem contas em seu nome ou não tem outro cartão de crédito, as empresas não conseguem conhecer seu perfil como pagador, dificultando à aprovação.

Como o banco aprova? Consulta ao Score

Um dos mais famosos e temidos métodos de aprovação é o score de crédito. Isso porque, essa ferramenta é utilizada pelos órgãos de proteção ao crédito, e mede a confiança sobre o cliente, em relação ao pagamento.

Sua pontuação diz se você tem altas, médias ou baixas chances de gerar calote. Esse dado é usado pelas financeiras, para entenderem o comprometimento do cliente.

Mas fique atento: depende de cada banco/ instituição acatar ou não essa pontuação. Se você quer saber mais sobre score e como consultar o seu, veja aqui.

Hoje em dia, você consegue solicitar o cartão de crédito pela internet. O que pode parecer mais fácil para algumas pessoas. Uma vez que o banco pode solicitar ou não a comprovação das informações enviadas ou exigir outros documentos.

Procure sempre preencher o seu cadastro com informações verdadeiras. Aliás, isso aumenta suas chances de ser aprovado. Acredite, as administradoras conhecem seus clientes!

Conversa é sempre válida

Se você já tem uma conta no banco, conversar com o seu gerente é um bom começo. Veja com ele quais as possibilidades e qual o melhor cartão para o seu perfil.

Se já foi negado um cartão a você, junte seus comprovantes de depósito, ou outros documentos que comprovem movimentação financeira, comprovando que você tem condições de assumir uma responsabilidade e parta para a conversa!

Então, agora que você sabe mais sobre como o banco aprova o cliente, e está preparado para solicitar o seu cartão de crédito, que tal conhecer esses cartões e ver qual se encaixa melhor com você?

Gostou do post? Inscreva-se e não perca nenhum conteúdo. Se ainda tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários. Até a próxima.

 

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 voto(s), média: 4,50)
Loading...