divida com o banco

Para quem tem dívida com o banco, pode parecer que é um caminho sem volta, cheio de juros e consequentemente mais dor de cabeça. Já ouviu falar de negociação? Ela pode ser a saída!

Uma solução não só para quem está endividado, mas também para aqueles que sabem que anda apertado dar conta do pagamento. Pessoas que também querem se prevenir, podem procurar o serviço.

Nesse momento pode ser que você esteja pensando: “deve ser muito difícil negociar minha dívida com o banco, eles nem vão querer me ouvir”.

Esse é o primeiro grande erro das pessoas. Os bancos e financeiras estão cada vez mais abertos a renegociação, visto que nosso país tem um grande número de negativados, passando dos 60 milhões.

Para que você consiga se livrar das dívidas impagáveis e conseguir colocar tudo em dia, separamos algumas dicas especiais para você tentar a negociação.

Quer saber como? Continue com a gente!

Qual a vantagem de negociar a dívida com o banco?

Quem tem dívida com o banco, tem ideia da bola de neve que isso pode virar. Mês após mês os juros se somam e o que era um valor, se transforma em outro totalmente difícil de pagar.

Infelizmente muitas pessoas deixam que a situação chegue a este nível para procurar ajuda. Caso você esteja numa situação parecida e preveja que não vai conseguir pagar a conta, já pode procurar ajuda.

Um dos benefícios da negociação é prevenir. Quem coloca as contas dentro do orçamento que lhe cabe, consegue se livrar da negativação e evita os problemas que a falta de crédito trazem.

Do mesmo jeito que negociar a dívida com o banco para quem ainda não está endividado, aqueles que já estão com o pagamento atrasado, podem encontrar uma situação que seja mais favorável.

Normalmente quem procura pelo serviço, é oferecido condições especiais, como a diminuição dos juros por atraso ou o alongamento das parcelas.

Não tem outra alternativa para limpar o CPF. Quem deve e está negativado, precisa de uma saída para regularizar a situação. E ao contrário do que muitos pensam, pegar um crédito pode não ser a melhor alternativa.

Negociar diretamente com quem você deve é a melhor iniciativa. Pegar um empréstimo pode aumentar ainda mais o problema e te fazer se enrolar de novo. Ou seja, essa deve ser a sua última alternativa.

Os bancos estão abertos a negociação

Como dissemos no começo deste texto, as pessoas podem imaginar que não terão vez com o banco, que é quase impossível diminuírem a dívida ou retirarem os juros.

Isso pode se tornar um problema. Com esse pensamento, as pessoas podem deixar de pagar a dívida com o banco ou mesmo procurar desesperadamente uma alternativa para o pagamento e acabar pior do que estava.

Com o aumento do número de pessoas com o CPF sujo e a dificuldade em conseguir crédito, os bancos se encontram mais abertos ao diálogo. Negociar não é difícil.

Para os bancos e empresas financeiras, o pagamento sempre será melhor do que a dívida. Na maioria das vezes é possível conseguir condições especiais e voltar a ficar no azul.

Lembre-se que, deixar dívidas abertas pode ser perigoso. Ações judiciais podem ser bem mais difíceis, onde o banco pode pedir a penhora dos bens de quem deve.

Já ouviu falar por aí que uma dívida prescreve em 5 anos? Na verdade, não é muito legal seguir essa dica. Além de muito tempo, você pode não sair tão fácil dessa.

Fica a dica: os bancos não são obrigados a refinar ou dar descontos. O que tratamos neste texto é que, a maioria das instituições estão abertas ao diálogo e oferecem alternativas para seus clientes.

Saiba negociar a dívida com o banco

Quem negocia deve conversar sempre! As novas condições do banco podem ser ou não a melhor para você. Tente colocar a sua proposta de pagamento, em quantas vezes e o valor.

Parcelas menores, com prazos mais longos ou juros menores podem ser algumas das alternativas de propostas para você. Quem consegue pagar uma parte da dívida à vista, pode sair com uma condição melhor ainda.

Saber negociar a dívida com o banco é também se atentar aos detalhes e fazer sempre as contas. Prazos maiores não são sinônimos de alívio, mas sim atenção.

Atente-se ao que está sendo oferecido a você. Prazos maiores podem conter mais juros, já que se somam aos existentes. O ideal é que os juros pelo atraso sejam extintos e a parcela seja menor em mais tempo ou parcela maior e menos tempo, tudo vai depender do seu momento.

Tenha sempre claro para você o CET (Custo Efetivo Total). Esse será o valor que você vai ter pago no final, junto a juros e multas.

Caso esse valor seja maior ao anterior, este pode ser o momento de procurar um outro meio de crédito mais em conta para quitar sua dívida com o banco.

Onde posso negociar a dívida com o banco?

ligando para banco

Ficou mais encorajado a negociar a sua dívida com o banco? Então você agora precisa saber como fazer isso. Não tem segredo, mas existe mais de uma forma de fazer isso.

Separamos as mais tradicionais e que são as mais usadas pelos clientes. Escolha a que mais for conveniente para você ou aquela que o seu banco oferece.

Direto no banco

O cara a cara funciona muito bem. Procure o seu banco e fale diretamente com o gerente responsável por sua conta. Não esconda como anda a sua situação e proponha o acordo.

Outro benefício de negociar a dívida direto no banco, é que caso você feche o acordo, automaticamente você já tem acesso aos documentos necessários.

Atendimento ao cliente

Os bancos oferecem um canal exclusivo para atendimento ao cliente. Normalmente chamado de SAC. Este pode ser um canal para quem prefere comodidade e praticidade.

Cada banco pode disponibilizar mais de uma maneira de SAC. Telefone, atendimento pelo aplicativo ou chat no site da instituição.

Caso a sua proposta não tenha sido atendida ou o negócio não foi o que você esperava, pode registrar uma reclamação na ouvidoria do banco. Este deve ser a última alternativa, já que o canal normalmente abre a reclamação depois de passado pelos outros canais.

Canal de renegociação

Muitos bancos oferecem um canal exclusivo para renegociação. Lembrando que não só aqueles que já estão endividados, mas o que querem prevenir, também podem procurar o serviço.

O canal de renegociação é exclusivo para novas propostas e assim conseguir regularizar a situação da dívida com o banco.

Você pode encontrar o número do canal pelo site da instituição ou ligando para o SAC e pergunte sobre como entrar em contato com a central de renegociação.

Procons

O Procon pode ser uma alternativa para quem ainda não consegui negociar a dívida com o banco. Presente em várias cidades do Brasil, o órgão promove mutirões de renegociação com os bancos ao longo do ano.

Redes Sociais

Essa na verdade não é uma alternativa. Mas serve para alertar as pessoas que, mesmo sendo um canal prático e mais fácil para muita gente, as redes sociais não devem ser usadas como canal de negociação de dívida com o banco.

Elas devem ser usadas somente como complemento ou pequenas informações. Tudo o que se refere a negociação, dívidas e afins, deve ser tratado pelos canais oficiais da instituição.

Confira o telefone dos principais bancos

Divida Banco do Brasil – telefones

Dívida banco Santander – telefones

Dívida banco Bradesco – telefones

Dívida banco Pan – telefones

Dívida banco Inter – telefones

Dívida banco Itaú – telefones

Dívida banco Caixa Econômica – telefones

 

Pronto para negociar a sua dívida com o banco? Conta para a gente aqui nos comentários se alguma vez você já precisou desse serviço e se conseguiu!

Leonardo Jacomini da Foregon

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...