Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Estou devendo para o banco e não tenho como pagar, o que devo fazer?

Por Sabrina VansellaPublicado em

Três fatores impactaram o atual Brasil: os níveis de desemprego, inflação e a pandemia. No país, existem aproximadamente 70 milhões de pessoas que estão com dívidas e grande parte não sabem como vão quitá-las. Se você é uma dessas pessoas e está devendo para o banco e não têm como pagar, entenda quais são as principais consequências e como resolver esse problema.

Estou devendo o banco, o que pode acontecer?

Estar endividado nunca é algo positivo e pode sim impactar sua vida negativamente de algumas formas. A primeira delas são as insistentes ligações de cobranças para o seu número de celular, mesmo que o Código de Defesa do Consumidor não permita a cobrança excessiva, essa é a forma que os bancos costumam cobrar casos de inadimplência amigavelmente.

Caso você não atenda as ligações e quite a dívida, às instituições financeiras negativam o seu nome nos birôs de crédito, no Serasa e Boa Vista, por exemplo. Essa negativação costuma impactar no score de crédito e dificultar o acesso a cartões de crédito, empréstimos ou financiamentos enquanto o pagamento dos débitos não for realizado.

Além disso, alguns bancos podem restringir o nome do devedor através de protesto da dívida em cartório de notas. Nesse caso, as consequências podem ser mais graves, pois além de pagar dívidas será preciso quitar as taxas cobradas pelo cartório.

Estou devendo para o banco e não tenho como pagar, ele pode tomar os meus bens?

Outra medida que o banco pode tomar é a busca e apreensão de algum bem alienado do devedor, com o objetivo de bloquear os bens e valores até que o inadimplente faça o pagamento.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Por outro lado, o bloqueio ou penhora de bens só pode acontecer com autorização judicial, através de um processo legal que poderá ser defendido pela defesa do devedor. Portanto, essa medida só é tomada em último caso, pois qualquer ação judicial acarreta em custos.

Dívida com banco caduca?

Você já ouviu dizer que após cinco anos uma dívida caduca e deixa de existir? Já adiantamos que não é exatamente assim que acontece.

Após ser cadastrado como inadimplente nos birôs de crédito (SPC, Serasa e Boa Vista), seu nome ficará limpo automaticamente após cinco anos, mesmo que a dívida não seja paga. No entanto, mesmo que seu CPF fique regularizado, a dívida continuará presente no histórico do consumidor e poderá ser consultada por outras empresas.

O banco pode bloquear o meu salário?

Em grande parte dos casos, não. Como o salário é visto como o principal meio de obtenção de renda para a maioria das pessoas, o Código de Processo Civil não permite que banco tome o salário do devedor, caso ele não exceda 50 vezes o valor do salário mínimo.

Tenho uma dívida muito alta no banco, o que posso fazer?

Seja a sua dívida baixa ou alta, os bancos desejam receber o valor acertado e levam consequências para os dois casos se os pagamentos não forem realizados.

Se você deseja regularizar a sua situação, basta dar o primeiro passo e não postergar ainda mais o pagamento pendente, visto que os juros são capazes de aumentar o valor da dívida com o passar do tempo. Basicamente, existe uma forma de quitar uma dívida: negociando com o banco. Confira nosso passo para quitar dívidas com os bancos:

1. Organize seu orçamento

Antes de tentar uma negociação, entenda quanto você está devendo e para qual instituição financeira. Depois de conseguir os valores exatos, veja quanto essa dívida impacta a sua renda mensal.

2. Economize

Não existe outro caminho, é necessário economizar mensalmente para conseguir o valor desejado e não precisar pegar empréstimos. Portanto, tenha metas mensais de economias e veja quais custos podem ser cortados.

Além disso, nesse período evite realizar compras parceladas para conseguir ter mais controle das suas finanças.

3. Faça renda extra

Em grande parte dos casos, economizar não é o suficiente para quitar uma dívida. Portanto, busque uma forma de conseguir uma renda extra, seja com trabalhos pela internet ou até mesmo como entregador de aplicativos. Toda atividade pode ajudar, ok?

4. Negocie com a instituição financeira

Normalmente, os contratos para empréstimos ou financiamentos são unilaterais, o que significa que apenas a instituição financeira pode realizar alterações. No entanto, Pessoas Físicas podem utilizar o Código de Defesa do Consumidor para questionar cláusulas apontadas no contrato, como:

  • Taxas de juros abusivos;
  • Se foi cobrado taxa de abertura de conta;
  • Se todos encargos acumulados são legais;
  • Alguma cláusula viola princípios de boa-fé, transparência e confiança.

Após reunir essas informações, você estará mais preparado para defender a sua causa e negociar com o banco. Em determinadas situações é indicado a assistência de um advogado para elaborar uma boa defesa.

As pessoas também perguntam

O que acontece se eu não pagar um empréstimo?

Após deixar de pagar várias parcelas de um empréstimo, a sua pontuação de score de crédito pode cair, visto que você poderá ficar com o nome sujo e receber diversas cobranças da instituição financeira.

Não pagar empréstimo dá cadeia?

Na Constituição Federal Brasileira consta que dívidas de cartões de crédito, cheque especial, financiamento ou empréstimo não levam um indivíduo à cadeia.

Em quanto tempo uma dívida caduca?

Uma dívida caduca em 5 anos, mas ela continua existindo após esse prazo e encarecendo com a incidência de juros, impostos, etc.

Você também pode se interessar:

A Foregon descomplica os bancos e a sua vida financeira, pensado em te ajudar, escrevemos estes artigo que podem úteis para você:

Quer consultar o seu score de crédito gratuitamente e receber indicações de produtos e serviços financeiros com mais chances de aprovação? Clique em "Consultar CPF grátis" e descubra a sua pontuação atual:

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Se gostou do artigo, não esqueça de curtir. Caso tenha alguma dúvida, faça um comentário. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

O que é portabilidade? Conheça todas as modalidades

Emissão cartão CNPJ: entenda o que é e como fazer

Saiba como gerar boleto bancário: para depósito em conta e empresas

Conta inativa do FGTS: o que é, como consultar e sacar?

Bradesco: renegociação de dívidas, como fazer?

Portabilidade de salário: tudo o que você precisa saber

O que é INSS? Guia completo sobre o Instituto Nacional do Seguro Social

App Itaucard: como baixar o aplicativo do banco no seu celular