Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O Pix pode parar? Entenda o que está acontecendo

Por Thais SouzaPublicado em

Uma recente decisão do Governo Federal de revisar e possivelmente cortar parte do orçamento destinado setor de tecnologia do Banco Central vem gerado muitas dúvidas em relação ao risco de funcionamento do Pix, o novo sistema de pagamentos do BC que está em operação desde novembro de 2020. Mas afinal, os cortes do governo vão fazer o Pix parar?

Corte de gastos do governo federal

Com o objetivo de evitar ultrapassar o teto de gastos, o Governo Federal tem revisado o orçamento de diversos setores da economia, sendo que um desses setores é o de tecnologia do Banco Central do Brasil. Apesar de ainda não ter ocorrido cortes nesse orçamento, a possibilidade vem gerando muitas dúvidas nos consumidores em relação ao Pix.

As dúvidas surgiram após o uma informação divulgada pela economista Miriam Leitão, do jornal O Globo, dizendo que um corte no orçamento de tecnologia do Banco Central poderia interromper o funcionamento da plataforma Pix. Isso porque, ao contrário do que acontece com as TEDs e DOCs, o funcionamento do Pix é mantido pelo Banco Central, que sem orçamento não poderia arcar com a operação do sistema.

"O orçamento corta todo o dinheiro da área de tecnologia do Banco Central. Está zerado. Se não for reconstituída esta despesa, não há como rodar o Pix", diz o jornal O Globo.

Ou seja, sem a verba de tecnologia destinada ao Banco Central, as transferências e pagamentos instantâneos do Pix parariam de funcionar, o que seria uma grande perda para os brasileiros.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Afinal, o Pix pode parar de funcionar?

Não. Procurado pela Exame Invest, o Banco Central descartou a possibilidade do sistema de pagamentos Pix ser desativado por falta de verba que sustente a tecnologia necessária para manter o sistema. De acordo com o BC, os impactos no orçamento serão administrados de modo a não prejudicar o Pix e sua agenda evolutiva.

Além de descartar a hipótese de paralisação do sistema de pagamentos, o BC ainda anunciou novas funcionalidades ara o sistema, como o QR Code do pagador, que vai permitir transações financeiras mesmo quando o pagador não estiver conectado à internet.

Desde sua implementação, o Pix impulsionou um aumento de 58% nas transações em tempo real realizadas no Brasil. Graças ao sistema de pagamentos do BC, o Brasil se tornou o oitavo país a realizar mais transações instantâneas em 2020 e registrou 1,3 bilhão de operações do tipo, ficando na frente até mesmo dos Estados Unidos.

Leia também

Quer saber mais sobre o Pix? No blog da Foregon você encontra vários conteúdos relacionados para ficar sempre bem informado. Aproveite e leia também:

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Saiba como não cair no golpe de comprovante de Pix falso

Pix Recorrente no Nubank: conheça o novo recurso

Como funciona o Pix? Saiba como cadastrar, transferir, pagar e mais!

Horário Pix: existem restrições para fazer a operação?

Pix não chegou? Veja o que fazer

Como receber pelo Pix: 4 formas para incluir no seu negócio

Já é possível usar o Pix internacional?

Recarga TIM com Pix, entenda