Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pix lançará novidade chamada QR Pagador: entenda detalhes

Por Camila SilveiraPublicado em

O sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, mais conhecido como Pix, continua trazendo novas funcionalidades para seus usuários. A novidade agora é o chamado QR Pagador, que permite os clientes realizarem pagamentos e transferências, mesmo quando eles não têm acesso à internet.

Nessa modalidade, o titular da conta bancária, que tiver uma dívida, poderá criar um QR Pagador, mesmo sem internet, para uma outra pessoa de confiança poder realizar o pagamento do débito. Além disso, ele poderá fazer uma versão impressa do código para qualquer um pagar. Vale dizer que tudo isso poderá ser feito sem ninguém ter acesso à conta do titular.

Entenda como o QR Pagador funcionará

O QR Pagador funcionará em duas modalidades: a básica (obrigatória para todas as instituições participantes do Pix, e com funções limitadas); e a avançada, que pode ou não ser adotada pelas instituições, oferecendo mais opções de uso.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Entretanto, como as instituições participantes do Pix ainda podem opinar sobre essa função, pode ser que alguns elementos mudem até a data de lançamento. De acordo com o Banco Central, as modalidades devem funcionar da seguinte maneira:

Versão básica do QR Pagador

  • Obrigatória para todas as instituições participantes do Pix;
  • Cada QR Code gerado pelo pagador só pode ser usado uma vez e perde a a validade depois de cinco minutos;
  • O valor do QR Code deve ser igual ao do pagamento;
  • Limite máximo de R$ 200 por transação;
  • Uso permitido somente pelo dono da conta.

Vamos imaginar um exemplo: se uma pessoa está sem internet para realizar o pagamento de algum produto ou serviço, ela pode gerar um QR Code de modo offline para apresentar ao atendente do estabelecimento comercial. O mesmo vale se a pessoa estiver sem sinal.

Versão avançada do QR Pagador

  • Opcional às instituições participantes do Pix;
  • O usuário poderá gerar diferentes códigos para diferentes usos;
  • O valor do QR Code pode ser igual ou superior ao pagamento;
  • O limite máximo por transação é de R$ 2 mil;
  • Uso permitido pelo dono da conta e por terceiros.

Entenda quais são os códigos para diferentes usos

Um código, de uso único, terá validade de cinco minutos, no valor exato da compra, e poderá ser utilizado para pagamentos de até R$ 2 mil. Outro, também de uso único, terá validade de até sete dias, para pagamentos de valor igual ou inferior ao do QR Code. Ele pode ser usado pelo dono da conta ou terceiros para transações de até R$ 200.

Por fim, o último código, que poderá ser usado mais de uma vez pelo dono da conta ou terceiros, tendo a validade de 90 dias para transações de até R$ 200.

Por exemplo: uma pessoa vai a um evento e leva apenas um QR Code impresso. Se estiver com o celular sem internet, ele pode armazenar o código no dispositivo.

No caso de pagamento por terceiros, um empregador pode deixar um QR impresso para seu funcionário fazer uma compra de emergência, por exemplo.

Exemplo prático do QR Pagador

  1. O pagador acessa o App do banco e gera um QR Code no valor exato da compra;
  2. O pagador apresenta o QR Code ao atendente do estabelecimento comercial;
  3. Em seguida, o caixa captura o QR Code e processa a informação por meio do sistema de pagamento;
  4. Quando a transação for concluída, o pagador e o caixa recebem uma notificação.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

QR Code estático e QR Code dinâmico: qual é a diferença entre os dois?

Pix: da facilidade nas transações ao crescimento nos golpes e mudança nas regras

Quem é responsável pelos prejuízos causados pelos golpes do Pix?

Pix: novas medidas devem ser implementadas para garantir segurança aos usuários

Pix: bancos têm até dia 4 para limitar transações noturnas a R$ 1 mil

Pix: confira as novas regras e saiba como elas afetam seu bolso

Clientes que cadastrarem chave Pix no Banco Inter terão cashback extra

Consumidores da Cemig podem pagar a conta de energia por Pix