Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

QR Code no PIX para empresas: o que é e como gerar?

Por Janaína TavaresPublicado em

O novo meio de pagamentos do Banco Central (BC), PIX, já pode ser usado integralmente por Pessoas Físicas (PF) e Pessoas Jurídicas (PJ) que desejam fazer transferências e pagamentos em tempo real, a qualquer dia e horário. Além disso, com esse sistema, tanto empresas como os cidadãos podem usar o QR Code para realizar as transações bancárias.

O que talvez pode gerar dúvidas ainda é: como funciona o QR Code no PIX e como gerá-lo? Por isso, preparamos este artigo que vai te ajudar nessa jornada. Vamos lá?

O que é o QR Code no PIX? 

Antes de mais nada, é importante deixar claro que o PIX não veio para substituir as outras formas de transferências ou pagamentos mais tradicionais, como é o caso do boleto, DOC e TED, por exemplo.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Pelo contrário, o PIX surgiu com o objetivo de trazer mais rapidez e facilidade na hora de enviar e receber dinheiro para empresas, bancos e Pessoas Físicas. 

Com isso em mente, usando o PIX, é possível gerar códigos que permitem a leitura por meio da câmera do seu celular.

É isso que chamamos de QR Code, abreviação de Quick Response Code. Com ele, você consegue transmitir dados e, é claro, usá-lo para pagamentos via celular.

Como a empresa pode gerar QR Code no PIX?

Para gerá-lo, a empresa ou estabelecimento precisa ter conta em algum banco que ofereça esse novo sistema de pagamentos (PIX).

Dessa forma, você consegue gerar o código dentro do próprio aplicativo da instituição financeira ou de pagamento onde você tem conta.

Portanto, assim que o QR Code for gerado, basta seu cliente realizar a leitura dele para ser direcionado para a página de pagamentos do seu aplicativo cadastrado no PIX. Assim, ele finaliza a transação bancária sem complicações e de maneira rápida.

Qual a diferença entre QR Code estático e dinâmico?

Outro diferencial de utilizar o PIX é que ele conta com dois tipos de QR Code: o estático e dinâmico.

Para te ajudar a escolher a melhor opção para sua empresa, separamos as principais diferenças entre eles. Veja mais:

  • QR Code Estático: o mesmo código pode ser usado permanentemente pelo cliente ou estabelecimento. Não há a necessidade de gerar outro código a cada transação financeira. Vale lembrar que essa opção apresenta uma quantidade menor de informações do que o QR Code Dinâmico;
  • QR Code Dinâmico: o código gerado só pode ser utilizado apenas uma vez. Por isso, a necessidade de serem criados outros códigos a cada venda. A vantagem desse é que ele vem com várias informações para o cliente, por exemplo: descontos, valor final do produto, data de vencimento do pagamento, juros, multas, dentre outras.

Vantagens de usar o PIX na sua empresa

Para quem tem um negócio, o novo sistema de pagamentos instantâneos é uma alternativa mais barata se comparada a outras opções que existem no mercado. Fora isso, vale a pena citar os seguintes diferenciais de usar o PIX:

  • Transferências e pagamentos mais rápidos, ou seja, em poucos segundos já é possível receber os valores;
  • Quem é PJ pode usar o PIX para pagar tributos (impostos, por exemplo), salário dos funcionários e fornecedores.

Perguntas frequentes sobre o PIX

É necessário determinar um valor para gerar o QR Code PIX?

Se você optar pelo QR Code Dinâmico, deverá determinar o valor da transação. Com o QR Code Estático, isso é opcional.

Como a empresa pode fazer uma cobrança usando o PIX?

Você só precisa gerar o QR Code por meio de sua instituição financeira ou de pagamento e, depois, apresentá-lo ao cliente.

Quanto custa o PIX para as empresas?

Para Pessoas Físicas, o PIX é totalmente gratuito. Já para as empresas, existe a cobrança de uma taxa. Contudo, os valores são mais baratos se comparar com os preços praticados por outros meios de pagamento.

Conteúdos que você precisa conhecer

Fique com a gente e aproveite esse momento para ler outros artigos que podem ser interessantes para você:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Tudo sobre o saque-aniversário do FGTS

Taxa CDI: guia completo

Tutorial, requisitos e obrigações para abrir MEI

Lomadee: veja como funciona a plataforma de marketing de afiliados

Saiba como emitir a segunda via da conta Vivo

Três formas de ganhar dinheiro com o App Clubhouse

Nota 200 reais: saiba como identificar uma cédula falsa

Nota de R$200: saiba tudo sobre

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras