Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Silicon Valley Bank: Quando a Falência se Torna Realidade

Por Camila SilveiraPublicado em

Em março de 2023, o Silicon Valley Bank (SVB) enfrentou uma crise significativa à medida que sua base de clientes, principalmente startups de tecnologia estabelecidas há muito tempo, começaram a retirar seus recursos do banco. Essa situação levou o SVB a se tornar o maior exemplo de falência de um banco de crédito nos Estados Unidos em mais de uma década.

Diante deste cenário, é essencial entender o que aconteceu com o SVB e as possíveis consequências globais dessa crise no setor financeiro. Entenda detalhadamente os eventos que levaram à quebra do SVB e quais são os impactos no mercado americano e brasileiro.

O que você procura?

O que é o Silicon Valley Bank (SVB?)

O SVB é um banco dos Estados Unidos que atende às necessidades de empresas de tecnologia e inovação. Ele foi criado em 1983 por um grupo de empresários do Vale do Silício, tornando-se referência no setor bancário de tecnologia, com mais de 2.500 startups e executivos como clientes.

Desde sua origem, o SVB oferece serviços financeiros especializados para empresas de tecnologia, ciências da vida, mercados de capital e investimentos imobiliários, bem como empréstimos, depósitos, serviços de gerenciamento de caixa, serviços de câmbio, entre outros.

Empresas inovadoras, como Apple, Google, LinkedIn e Tesla, receberam o apoio do Silicon Valley Bank em todas as suas fases de crescimento, assim como startups e outras empresas de capital aberto. A instituição financeira também possui uma forte presença global, com operações em todo o mundo, incluindo escritórios na América do Norte, Europa, Ásia e América Latina.

O que aconteceu com o Silicon Valley Bank (SVB?)

O Silicon Valley Bank (SVB), banco especializado em atender startups de tecnologia, teve sua quebra decretada no dia 10 de março de 2023, após divulgar um prejuízo de US$ 1,8 bilhão em vendas de ativos de renda fixa para cobrir saques de clientes.

A crise teve como principal impulsionador a alta dos juros nos Estados Unidos, iniciada em 2022 pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que levou as taxas a patamares não vistos desde 2008, quando a quebra do banco Lehman Brothers provocou uma crise financeira mundial.

Esse cenário de juros elevados afeta principalmente as empresas de tecnologia em fase de desenvolvimento, cujo valor de mercado está frequentemente ligado às expectativas de crescimento futuro. Com o crédito mais caro, as startups encontraram maior dificuldade em financiar suas operações e, por isso, muitas delas acabaram sacando seus depósitos no SVB.

Motivos da falência do Silicon Valley Bank

A quebra do Silicon Valley Bank (SVB) foi o resultado de uma série de fatores que já vinham ocorrendo há algum tempo. Em 2022, a inflação global levou os bancos centrais a aumentarem as taxas de juros para conter o aumento dos preços.

Nos Estados Unidos, as taxas estão no maior patamar desde 2007, entre 4,5% e 4,75%, o que afastou os investidores das startups, que eram os principais clientes do SVB. Essas empresas começaram a passar por dificuldades financeiras e a sacar dinheiro do banco, o que impactou negativamente as contas da instituição financeira.

Além disso, o SVB vendeu títulos antes do vencimento com prejuízo e anunciou a emissão de US$ 2,25 bilhões em ações para levantar recursos. Os clientes, preocupados com a saúde financeira do banco, começaram a sacar seus fundos, provocando uma corrida bancária.

Investidores começaram a se desfazer das ações do SVB, que chegaram a despencar 60%. A situação ficou tão grave que o fundo governamental FDIC interveio e decretou a falência do banco. Esse colapso teve repercussões significativas em todo o mundo.

Consequências da Quebra do SVB

A falência do Silicon Valley Bank teve um impacto negativo no setor bancário em todo o mundo, com os maiores bancos brasileiros caindo mais de 3% na bolsa desde a divulgação da notícia no dia 10 de março de 2023.

Além disso, de acordo com um estudo divulgado pela Social Science Research Network, ao menos 186 bancos podem estar expostos a riscos semelhantes aos que levaram à quebra do SVB.

Como a quebra do SVB impacta o mercado americano?

A notícia da falência do banco levou a uma forte queda nas ações do SVB e em outras instituições financeiras, já que muitas delas também tinham exposição ao mercado de startups. A falência do SVB também pode ter gerado um efeito dominó em outras empresas do setor de tecnologia, que podem ter perdido uma fonte importante de financiamento.

Como a quebra do SVB impacta o mercado brasileiro?

No mercado brasileiro, os quatro principais bancos do país (Banco do Brasil, Santander, Itaú e Bradesco) registraram queda nas ações após a notícia da falência do SVB. No entanto, especialistas apontam que há oportunidades de investimento em empresas sólidas do setor bancário que podem ser menos impactadas pelas incertezas geradas pela quebra do SVB.

Como a quebra do SVB impacta os consumidores?

No bolso dos consumidores, a quebra do SVB pode ter impacto indireto, já que muitas startups que dependiam do banco para financiamento podem enfrentar dificuldades financeiras e até mesmo falência, o que pode levar a uma redução na oferta de serviços e produtos inovadores. Além disso, a quebra do SVB pode gerar insegurança no mercado financeiro, o que pode impactar negativamente a confiança dos consumidores e investidores.

Descomplicamos?

O nosso objetivo é descomplicar os bancos e auxiliar você a encontrar o produto financeiro ideal. Consulte o seu CPF no Portal da Foregon e receba as melhores ofertas de cartão de crédito, conta digital e empréstimo, de acordo com o seu perfil. É rápido, grátis e totalmente seguro!

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Monitore seu CPF e proteja seu nome contra fraudes.

Consultar CPF grátis
⭐⭐⭐⭐⭐ + 2.848.551 pessoas já consultaram

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Leia também

Veloe Banco do Brasil: Benefícios da Parceria para Motoristas

Santander Fora do Ar Hoje: Entenda Causas e Soluções

Troquei de Celular e Não Consigo Acessar o Caixa Tem: Como Resolver

Tag de Pedágio Nubank: Vantagens e Como Solicitar

App Santander Fora do Ar: O que Fazer para Resolver?

Escolhendo o Melhor Banco para Investir: Top 5 Opções

Melhores Bancos Digitais: Fevereiro 2024

Como Quitar Dívidas com Bancos: Guia Passo a Passo