Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Restrição interna nos bancos: o que é e como retirar?

Escrito por 

Atualizado em 

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

Quando você faz uma dívida, o CPF é incluído nos órgãos de proteção ao crédito, como o Boa Vista ou Serasa. Se essa pendência for com um banco, além da negativação, você poderá entrar em uma lista de restrição interna na instituição financeira na qual está devendo.

Neste artigo você vai conferir o que é, os impactos e como retirar a sua restrição interna com o banco para ter crédito aprovado e maior liberdade financeira. 

O que você procura?

Restrição cadastral interna no banco: o que é?

É muito comum vermos pessoas que têm uma espécie de restrição no banco em que ficaram devendo. Mesmo após passarem os cinco anos em que a dívida deveria "caducar" nos órgãos de proteção ao crédito, o banco continua com um cadastro negativo daquele cliente e isso se chama restrição cadastral interna. 

Apesar de se tratar de uma prática ilegal, grande parte dos bancos utilizam esse cadastro de restrição interna para negar crédito para os clientes que já tiveram algum tipo de problema financeiro com a instituição. 

Um exemplo: se você foi cliente de um banco X por 5 anos, encerrou a conta e ficou devendo, se um dia tentar solicitar crédito novamente neste mesmo banco, você pode não ser aceito, pois essa restrição pode continuar dentro da base de dados da instituição financeira.

Quais são as consequências da restrição interna?

Mesmo que sua dívida já tenha prescrito nos birôs de crédito após cinco anos, se você está com restrição interna no banco, dificilmente conseguirá crédito aprovado no banco em que ficou devendo. 

Outro problema é que quando um banco compra outro, uma transação muito comum no mercado financeiro, se você tinha restrição interna em um deles, passará e ter nos dois. 

Além disso, normalmente os bancos colocam seus clientes nesta lista de restrição para obrigá-los a pagar a dívida com juros altíssimos. Portanto, antes de fazer qualquer acordo, analise se a oferta realmente é vantajosa para você. 

Como retirar a restrição interna no banco?

Se você desconfiar que está com restrição interna no banco, existem algumas ações que podem ser tomadas:

  • Entrar em contato com a ouvidoria do banco que você acredita estar com restrição e buscar entender quais são as ações a serem tomadas; 
  • Efetuar uma reclamação junto ao PROCON de sua região.

Se o problema não for resolvido, o ideal é que você busque crédito em outro banco pelo qual não tem relacionamentos anteriores. As chances de aprovação serão maiores. 

Porém, é importante dizer que além da restrição interna, outros fatores podem estar causando a recusa de crédito para você, como: 

  • Nome sujo; 
  • Pontuação de score de crédito baixa; 
  • Falta de relacionamento com o banco; 
  • Maus hábitos financeiros (pagamento atrasado de contas, dívidas, dentre outros).

Descomplicamos?

Está com dívidas no banco? Veja como renegociá-las de maneira prática e fácil para voltar a ter liberdade financeira. 

Até a próxima! 

Compartilhe

Escrito por:

Thais Souza
Inside Sales

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.