Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Golpe C6 Bank: como Funciona e como se Proteger

Escrito por 

Atualizado em 

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

De acordo com os dados do Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS) do Banco Central, o C6 Bank ficou em 5º lugar no ranking de bancos que mais ganharam clientes em 2023. Atraídos por esta popularidade, criminosos estão usando o nome do C6 Bank para aplicar golpes.

O golpe mais comum e que faz mais vítimas é o da falsa central de atendimento. A seguir, vamos explicar com detalhes como funcionam os golpes envolvendo o C6 Bank e algumas dícas práticas de como evitá-los.

O que você procura?

O que é o Golpe do C6 Bank?

O golpe da falsa central de atendimento, também conhecido como golpe 0800, tem sido aplicado usando o nome de vários bancos, incluindo o C6 Bank.

As vítimas são de diferentes localizações, faixa etária e renda, mas todas elas têm uma coisa característica em comum: o receio de ter seu cartão clonado. E é em cima desse receio que os criminosos trabalham.

Entendendo a dinâmica do golpe

Nesse tipo de golpe, os criminosos entram em contato com a vítima se passando pelo C6 Bank. Eles infomam, por mensagem ou e-mail, que uma compra suspeita foi efetuada no cartão dela, normalmente em uma loja de varejo, como as Casas Bahia.

Então, eles induzem a vítima a entrar em contato com uma central de atendimento falsa para esclarecer a questão. Ao ligar, a vítima deve passar alguns dados pessoais para cancelar a "transação".

Com esses dados, os criminosos conseguem aplicar vários golpes e os prejuízos podem ser financeiros e também judiciais. Dependendo da fraude, seu nome pode até sofrer uma ação judical. Portanto, todo cuidado é pouco.

Como os golpistas abordam as vítimas

O golpe 0800 acontece em vários canais, como: SMS, ligação telefônica, carta, e-mail, WhatsApp e redes sociais. Normalmente, os golpistas entram em contato com a mesma pessoa em diferentes canais.

É importante ressaltar que o C6 Bank não liga ou manda mensagens para que você realize procedimentos de segurança em casos de compras suspeitas. Os canais de atendimento mais seguros são: o chat do aplicativo ou a central de atendimento oficial do C6.

Como evitar esse tipo de golpe?

Em grande parte dos casos, os golpistas já entram em contato sabendo todos os seus dados pessoais. E você pode estar se perguntando "como isso é possível?".

Através dos cados de vazamentos de dados, esses criminosos conseguem acessar informações importantes das vítimas, e usam esses dados para aplicar os golpes. Um exemplo disso são os vazamentos na dark web.

Nesse sentido, a principal maneira de se proteger é tomar uma medida de prevenção. Nesse sentido, a melhor alternativa é fazer o monitoramento do seu CPF com o Foregon Premium, uma ferramenta que realiza não só o monitoramento eficaz do seu CPF, mas também a detecção precoce de qualquer atividade suspeita em seu nome.

Não deixe seu CPF cair em mãos erradas, proteja agora!

Monitore seu CPF e proteja seu nome contra fraudes.

Quero proteger meus dados!
⭐⭐⭐⭐⭐ + 2.848.551 pessoas já consultaram

Outros golpes envolvendo o C6 Bank

Além do golpe 0800, na internet circulam outros casos de pessoas que caíram em golpes envolvendo o nome do C6 Bank. Conhecer como esses criminosos agem é o primeiro passo para avitar ser a próxima vítima.

Golpe do falso empréstimo

Neste golpe, a vítima recebe um e-mail de um suposto representante do banco, dizendo que existe um empréstimo pré-aprovado para ela, com taxas bem menores e ótimas condições de pagamento.

O e-mail continua e são informados os dados verdadeiros do C6 Bank, como: CNPJ, endereço e site. Ao aceitar a proposta, a vítima recebe um contrato para assinar.

Por fim, é solicitado o pagamento de uma taxa de contratação, com um aviso: "se não pagar a taxa, seu contrato será quebrado e será gerada uma multa, além do bloqueio dos seus dados".

Quando menos esperar, você terá caído no golpe do falso empréstimo. E além de não receber o crédito, terá tomado um prejuízo financeiro e estará correndo o risco de novos golpes, afinal, o contrato de empréstimo exige suas informações pessoais.

Por isso, muita atenção aos detalhes:

  • Nenhum banco solicita valores antecipados para liberar empréstimo;
  • As taxas de juros do empréstimo são aplicadas nas parcelas e não antecipadamente;
  • Desconfie de ofertas pré-aprovadas e muito tentadoras;
  • Solicite empréstimo diretamente no App ou site do seu banco.

Golpe da dívida falsa

Este golpe é um pouco mais difícil de identificar, porque os golpistas abrem contas PJ no C6 Bank utilizando o nome fantasia do banco.

Então, as vítimas recebem e-mails ou mensagens via WhatsApp de supostos atendentes do C6 Bank com uma proposta de renegociação de dívida com condições especiais.

Prazos maiores e taxas mais baratas são os argumentos utilizados para atrair as vítimas que desejam regularizar suas dívidas e limpar o nome. Aquela famosa proposta irrecusável. Mas, se é bom demais para ser verdade, desconfie!

Se aceitar a proposta, você recebe um boleto falso com informações muito parecidas com as do C6 Bank, como o nome fantasia "C6 Bank S.A".

O TecMundo conversou com uma vítima do golpe, que deu seu depoimento, Alexandre Pinheiro de Souza, entregador de aplicativo, morador de Pernambuco explicou que tinha um débito no C6 Bank e recebeu uma ligação de um suposto representante do banco, que fez uma proposta para quitação com desconto.

"Depois eles entraram em contato pelo WhatsApp. A pessoa já sabia meu nome completo, sabia o quanto eu devia, a proposta da negociação que eu tinha feito por telefone, mandou o boleto e eu paguei. Depois disso, percebi que não tinha liberado o limite do cartão de crédito", disse Alexandre.

Em um comunicado, o C6 Bank alega que identificou a conta que estava aplicando esses golpes e ela já foi bloqueada. Mas o golpe da dívida falsa é muito comum e pode continuar sendo aplicado em outras contas.  Por isso, antes de pagar qualquer boleto, atenção aos detalhes:

  • Verifique se os dados do recebedor são os mesmos do banco (nome fantasia e CNPJ);
  • Se receber uma ligação do banco, verifique se o número é o telefone oficial da instituição financeira;
  • Entre em contato com seu banco pelo chat do aplicativo ou pelo número de telefone oficial para cofirmar se a proposta é verídica.

Como se proteger de golpes envolvendo o C6 Bank?

Alguns golpes são tão bem pensados que até as pessoas mais familiarizadas com o universo digital podem acabar se tornando vítimas.

Na maioria das vezes, esses criminosos já entram em contato com a vítima sabendo alguns dados pessoais dela. Mas como isso é possível?

Com os casos de vazamentos de dados cada vez mais frequentes, criminosos conseguem acessar informações importantes das vítimas, o que passa mais credibilidade na hora de aplicar o golpe.

Ligações e mensagens suspeitas? Ignore!

Seu banco não entra em contato com você por ligação ou SMS para informar uma compra suspeita. Se isso acontecer, atenção! Pode ser golpe. Desligue a chamada e faça uma denúncia na Polícia Civil.

Não compatilhe dados sensíveis

Com seus dados, criminosos conseguem aplicar diversos golpes e fraudes. Por isso, não compartilhe suas informações em chamadas de telefone, e-mail, WhatsApp ou mensagens SMS.

WhatsApp verificado

Vai conversar com seu banco pelo WhatsApp? Verifique se a conta possui o selo de verificação. Este selo atesta que aquela conta é verdadeira e pertence ao banco.

Utilize aplicativos oficiais

Se for verificar compras suspeitas, negociar dívidas ou até mesmo contratar cartões e empréstimos, prefira fazer essas transações no apliativo oficial do seu banco.

Que outros golpes existem na internet?

Pensando na segurança dos seus dados, preparamos uma lista de conteúdos sobre os principais golpes encontrados na internet.

O objetivo desta lista não é assustá-lo com a quantidade de ameaças na internet, mas sim ajudá-lo a reconhecer padrões que os criminosos se utilizam para fazer novas vítimas. Essas são as suas ferramentas para ter uma vida mais segura na internet.

Se você acredita ter sido vítima de algum dos golpes descritos acima, é necessário fazer a denúncia do golpe por meio de um boletim de ocorrência.

Perguntas frequentes

O C6 Bank é confiável?

Sim, o C6 Bank é regulamentado pelo Banco Central e é um dos principais bancos digitais do país. Os golpes são aplicados por criminosos que usam o nome do C6 para atrair vítimas.

Qual é o número do WhatsApp do C6 Bank?

O WhatsApp oficial e verificado do C6 Bank é o número (11) 2832 6088.

Tem como recuperar um Pix de golpe C6 Bank?

Caso você tenha caído em um golpe e fez um pix para o criminoso, entre em contato imediatamente com o banco para que ele acione o MED (Mecanismo Especial de Devolução do Pix).

O que é o golpe da falsa central do C6 Bank?

É o golpe em que criminosos enviam uma mensagem para vítima alegando uma compra suspeita no cartão dela e solicitam que ela ligue para uma falsa central de atendimento para cancelar a transação.

Como os golpistas obtêm minhas informações pessoais?

Através do vazamento de dados. Quando há vazamentos, esses dados são publicados abertamente na dark web ou até vendidos para golpistas.

Como posso identificar uma ligação fraudulenta em nome do C6 Bank?

Verifique se o número de telefone é o mesmo que o oficial do C6 Bank. Desconfie de chamadas oferecendo empréstimos ou solicitando seus dados pessoais.

Compartilhe

Escrito por:

Thais Souza
Analista de Comunicação e Conteúdo

Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), a Thaís escreve desde 2019 com foco na experiência e resolução das dúvidas de seus leitores.Desde 2021, atua como Analista de Comunicação e Conteúdo na Foregon, onde trabalha na produção e melhoria de conteúdos relacionados a CPF, score de crédito, golpes e fraudes, e vazamento de dados.Além da produção de artigos, também já trabalhou com projetos para Guest Posts, notícias, posts para redes sociais, e-books e roteiros para vídeos.