Ir para o conteúdo principal
Foregon.com

Como Identificar e me Proteger Contra o Golpe da Conta Falsa de Energia?

Escrito por 

Atualizado em 
Revisado por Guilherme Dorneles

Qualidade editorial: Nosso conteúdo é construído por uma equipe profissional que coloca a dúvida do leitor no centro da sua escrita. Cada autor traz o seu conhecimento para responder e solucionar sua busca, entregando valor por meio da verificação de dados, aprofundamento da pesquisa e reputação do nosso site.

Segurança e privacidade: Somos responsáveis por manter seus dados protegidos quando você acessa nosso site. Trabalhamos com total transparência e respeito ao seu consentimento, colocando você no controle de seus dados. Conheça nossa política de privacidade.

A digitalização dos serviços trouxe conveniências inegáveis para o nosso dia a dia, incluindo a forma como pagamos nossas contas. Contudo, essa evolução também deu margem a novas táticas de fraude, sendo uma das mais alarmantes o golpe da conta de luz.

Criminosos habilidosos estão manipulando os documentos digitais de cobrança, como contas de luz, água e telefone, sem deixar vestígios visíveis, causando prejuízos significativos aos consumidores desavisados.

Continue lendo para garantir que você está pagando suas contas da forma mais segura, sem arriscar cair neste golpe ou em outro com táticas similares.

O que você procura?

Como funciona o golpe da conta de luz?

Você provavelmente recebe sua conta de luz pelo seu e-mail, não é?

Toda vez que você recebe sua conta de energia elétrica, os valores parecem coerentes com o consumo do mês, e há até um QR Code para facilitar o pagamento. Entretanto, é neste documento em anexo no e-mail que são feitas alterações sem deixar pistas para o usuário.

Utilizando a nova versão da ferramenta Reboleto, originalmente criada para revalidar boletos vencidos, os golpistas agora conseguem modificar o código QR das cobranças.

Os estelionatários se aproveitam do incentivo das empresas ao envio de contas digitais, como descontos oferecidos por concessionárias de energia, água ou telecomunicações para economizar com papel e transporte. Além disso, o pagamento via Pix é promovido por não envolver as taxas do sistema bancário tradicional.

Com a conta em mãos, você paga pensando que está quitando sua dívida com a empresa de energia. No entanto, essa fatura é uma cópia falsificada, com logo e aparência praticamente idêntica à verdadeira, e ao pagar, você não estará enviando dinheiro para o destinatário correto, mas sim para uma conta controlada por criminosos.

Esses criminosos normalmente conseguem acesso aos e-mails através de phishing ou outros métodos de engenharia social, enganando as vítimas para que forneçam detalhes de login, ou explorando vulnerabilidades de segurança. Uma vez que têm acesso, podem fazer alterações nos e-mails, como as descritas, para direcionar pagamentos ou informações pessoais para eles.

No contexto de crimes cibernéticos, como o "golpe da conta de luz", criminosos podem explorar o IMAP* para manipular mensagens de e-mail sem deixar sinais óbvios de sua intervenção. Por exemplo, eles podem alterar os detalhes de uma conta de luz enviada por e-mail, como o número de uma conta bancária, e então encaminhar o e-mail para a vítima sem que pareça ter sido aberto ou editado anteriormente.

É essencial estar atento a quaisquer alterações inesperadas em e-mails de cobrança ou pedidos de informação financeira, e verificar sempre diretamente com as empresas por meio de canais oficiais antes de fazer pagamentos ou fornecer informações sensíveis.

*O método IMAP, ou Internet Message Access Protocol, permite que os usuários acessem seus e-mails de maneira mais dinâmica, mantendo as mensagens no servidor ao invés de baixá-las permanentemente para um dispositivo local. Isso facilita o acesso a e-mails de vários dispositivos de forma sincronizada.

Como se prevenir deste golpe?

A prevenção contra esse tipo de golpe exige atenção e cuidado em cada passo do processo de pagamento da sua conta de luz. Aqui estão algumas dicas para garantir que seu dinheiro vá para o lugar certo:

1. Verificação do site e do canal de pagamento

Ao acessar os sites das empresas de energia, sempre digite o endereço URL diretamente na barra de navegação do seu navegador. Este hábito simples evita o risco de ser direcionado para sites fraudulentos que podem ser muito semelhantes aos oficiais.

Muitos desses sites falsos são bem elaborados e podem aparecer nos resultados de busca do Google, por exemplo, especialmente se forem utilizados termos genéricos para pesquisa. 

2. Confira o cadeado de segurança

Antes de inserir qualquer dado pessoal ou realizar pagamentos online, é fundamental verificar a presença de um cadeado de segurança na barra de endereço do navegador

Esse ícone é um indicativo de que a conexão é segura e que o site utiliza protocolos de criptografia para proteger a transferência de dados entre o seu dispositivo e o servidor. 

Se o cadeado não estiver presente, ou se você receber avisos de segurança do navegador, é aconselhável abandonar o site imediatamente.

3. Analise o beneficiário do pagamento

Durante o processo de pagamento, verifique o nome do beneficiário antes de concluir a transação. No momento do pagamento, confira se o nome do beneficiário está correto e corresponde ao da empresa de energia que você está tentando pagar. 

Se o nome do beneficiário for diferente, interrompa o pagamento e entre em contato com a concessionária para esclarecimentos.

4. Utilize canais oficiais para emissão de boletos

Para maior segurança, prefira sempre utilizar os canais oficiais da concessionária de energia para a emissão e pagamento de boletos. A maioria das empresas disponibiliza aplicativos e websites onde você pode gerar e pagar suas contas com segurança. 

Esses canais não apenas oferecem segurança adicional, mas também garantem que qualquer informação sobre suas contas seja precisa e atualizada diretamente pela concessionária.

Conclusão

Estar atento e informado é, sem dúvida, a melhor maneira de se proteger contra golpes. Porém, mesmo com todos os cuidados, ter um serviço de monitoramento de dados é investir em uma camada extra de proteção. 

O Foregon Premium é uma ferramenta de segurança que monitora continuamente todas as movimentações realizadas em seu CPF, além de alertar sobre:

Você merece todo cuidado que o Premium tem a oferecer. 

Perguntas frequentes

Como saber se a conta de luz é falsa?

Examine o logotipo e os dados da empresa na fatura. Faturas falsas frequentemente apresentam diferenças sutis no logotipo ou informações, como endereço e detalhes de contato. Além disso, verifique se há erros de ortografia e a qualidade da impressão.

O que fazer quando a conta de energia veio muito alta?

Primeiro, considere se houve um aumento no uso de aparelhos elétricos, especialmente aqueles que consomem mais energia, como aquecedores ou ar-condicionado. Verifique a leitura do medidor e esteja atento para qualquer mudança recente nas tarifas de energia que possa ter afetado sua conta. Se suspeitar de algo, solicite uma nova leitura do medidor ou uma revisão da conta.

Como saber se a conta de luz veio errada?

Para verificar se há um erro na sua conta de luz, comece pela leitura do medidor. Anote a leitura atual e compare-a com a informada na conta. Discrepâncias podem indicar um erro de leitura. Observe também seu histórico de consumo para ver se o uso registrado está muito fora do padrão normal, considerando mudanças de estação e hábitos domésticos.

Compartilhe

Escrito por:

Nara Lima
UX Writer

Formada em Publicidade e Propaganda pela UniFAI, a Nara trabalha com redação profissional desde 2019. Além disso, já trabalhou com atendimento ao público e fez pesquisas para o governo pelo IBGE, aprendizados que leva hoje para sua escrita focada na experiência do usuário da Foregon.